Leia também:
X Presidente de Portugal virá ao Brasil em julho

Trump chama de “fraude total” investigação sobre Capitólio

Ex-presidente americano deu declarações nesta sexta-feira

Pleno.News - 18/06/2022 08h36 | atualizado em 18/06/2022 09h10

Donald Trump, ex-presidente dos EUA Foto: EFE/Chris Kleponis

Nesta sexta-feira (17), o ex-presidente americano Donald Trump classificou como “esquerdistas radicais” os membros do comitê do Congresso que investigam o ataque ao Capitólio. Ele afirmou que a conclusão da entidade sobre o ocorrido em 6 de janeiro de 2021 é uma “fraude total”.

O comitê concluiu, na quinta-feira (16), que Trump pressionou o seu vice-presidente, Mike Pence, a bloquear a ratificação da vitória eleitoral do democrata Joe Biden, em 2020, mesmo sabendo que seu plano era “ilegal”.

– Cada membro é um esquerdista radical que nos odeia. Estão tecendo uma falsa narrativa e uma tentativa arrepiante de perseguir os seus opositores políticos – disse o ex-presidente republicano.

Ele deu declarações durante um comício em Nashville, no Tennessee.

Trump comentou que a investigação do comitê se baseia em vídeos “manipulados” e declarações “retiradas do contexto”, e visa prejudicar a imagem dos republicanos antes das eleições de meio de mandato de novembro.

– Tudo o que dizem é uma mentira completa e uma fraude total – falou o magnata.

Trump disse que não pediu a Pence para “decidir” o resultado das eleições, mas para enviar os resultados para os congressos estaduais para análise.

– Mike Pence teve a oportunidade de ser grande. Ele teve a oportunidade de fazer algo histórico. Mas, tal como Will Barr e outras pessoas fracas, ele não teve a coragem de agir – disse Trump.

Ele tem estado em desacordo com o ex-vice-presidente desde então.

*EFE

Leia também1 Presidente de Portugal virá ao Brasil em julho
2 Banco aponta que EUA têm 40% de chance de recessão em 2023
3 Musk indica demissões e quer Twitter próximo ao TikTok
4 Tiroteio em igreja deixa dois mortos e um ferido nos EUA
5 Musk quer Twitter como "refúgio para a liberdade de expressão”

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.