Leia também:
X Rival de Trump quer afastar Bolsonaro de eleição dos EUA

Trump chama Alemanha de “delinquente” por dar “calote”

Presidente dos EUA também retirou tropas do país europeu

Pleno.News - 29/07/2020 18h02

Angela Merkel e Donald Trump têm nova tensão diplomática Foto: Bundesregierung/Kugler

O secretário de Defesa dos Estados Unidos, Mark Esper, anunciou nesta quarta-feira (29) que o país retirará cerca de 11,9 mil militares da Alemanha, com parte sendo realocada para outros países integrantes da Otan, principalmente, Bélgica e Itália.

– O plano atual do Comando da Europa deslocará aproximadamente 11,9 mil militares da Alemanha, de forma que será fortalecida a Otan e se assegurará a dissuasão da Rússia – disse o integrante do governo americano, em entrevista coletiva concedida no Pentágono.

Ao todo, os EUA conta com efetivo com cerca de 34,5 mil homens no território Alemanha. Desses, de acordo com Esper, 5,6 mil serão transferidos para outros países que integram a Aliança do Pacífico Norte e pouco mais de 6 mil voltarão para o país de origem.

Muitos dos repatriados farão partes de grupos rotativos que retornarão para a Europa no futuro.

Esper explicou na entrevista coletiva que os realocados serão movidos para centros de operação fora da Alemanha e dividirão espaço com parceiros da Otan como Bélgica e Itália.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou no mês passado a intenção de reduzir as tropas do país na Alemanha, em represália ao que considera insuficiente gasto do governo do país europeu em defesa.

Além disso, o chefe de governo americano considera que Berlim se aproveita de Washington em questões comerciais.

– A Alemanha é delinquente. Não paga suas taxas, não paga as taxas da Otan. Não tem intenção de pagar e tem se aproveitado dos Estados Unidos durante muitos anos no comércio, na defesa e em tudo mais – disparou Trump.

A Alemanha é o país da Europa com mais tropas americanas, totalizando 52 mil homens, sendo 34,5 mil soldados efetivos, enquanto os demais são funcionários civis do Departamento de Defesa americano.

*Com informações da agência EFE

Leia também1 Rival de Trump quer afastar Bolsonaro de eleição dos EUA
2 Pfizer desmente fake de que EUA comprou todas as vacinas
3 Twitter censura filho de Trump por falar de cloroquina
4 Entenda a crise entre Estados Unidos e China em 5 pontos
5 Mark Zuckerberg é processado por mentir para o Congresso

WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.