Leia também:
X EUA: Pais de atirador em escola responderão por homicídio

Talibã decreta que afegãs podem consentir com casamento

Decreto foi divulgado nesta sexta-feira

Pleno.News - 03/12/2021 21h41 | atualizado em 03/12/2021 21h44

Talibã tomou o poder em Cabul Foto: EFE/EPA/STRINGER

Nesta sexta-feira (3), o governo do Talibã do Afeganistão divulgou um decreto que trata dos direitos das mulheres. A medida diz que as mulheres não deveriam ser consideradas “propriedade” e deveriam consentir no casamento.

Porém, o decreto não citou o acesso feminino à educação ou trabalho fora de casa. As informações são da CNN Brasil.

– Uma mulher não é uma propriedade, mas um ser humano nobre e livre; ninguém pode dá-la a ninguém em troca de paz … ou para acabar com a animosidade – aponta o decreto divulgado pelo porta-voz, Zabihillah Muhajid.

Segundo o texto, as mulheres não deveriam ser forçadas ao casamento e as viúvas deveriam ter parte na propriedade de seu falecido marido. Os ministérios de assuntos religiosos e de informação devem promover esses direitos.

Leia também1 Talibã desfila com blindados dos EUA deixados no Afeganistão
2 Por comida, menina de 9 anos é vendida a 'noivo' de 55
3 Talibã decapita jogadora de vôlei da Seleção por não usar véu
4 Talibã expõe nas ruas corpos de sequestradores como "castigo"
5 Talibã diz não saber se retomará amputações e execuções

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.