Leia também:
X Presidente da Ucrânia vira referência global, aponta portal

Rússia diz que terceira guerra seria “nuclear e devastadora”

Chanceler da Rússia diz que país estava "pronto" para enfrentar sanções impostas pelos Estados Unidos e pela UE

Monique Mello - 02/03/2022 16h19 | atualizado em 03/03/2022 09h17

Sergei Lavrov em pronunciamento na ONU Foto: EFE/ Isabel Saco

O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, disse nesta quarta-feira (2) que, caso aconteça uma terceira guerra mundial, armas nucleares seriam usadas e seriam destrutivas.

Lavrov declarou também que Joe Biden, presidente dos EUA, tem consciência de que uma “guerra devastadora” é a única alternativa às sanções contra Moscou.

Nessa terça-feira (1º), a Rússia exigiu que os Estados Unidos retirem suas armas nucleares de países da Europa. Lavrov disse que “já é hora de as armas americanas voltarem para casa”.

– É inaceitável para a Rússia que alguns países europeus sediem armas nucleares americanas – acrescentou.

O ministro russo também disse que seu país estava “pronto” para enfrentar as sanções impostas pelos Estados Unidos e pela União Europeia pela invasão da Ucrânia, mas que não esperava que visassem atletas, intelectuais, artistas e jornalistas.

Entretanto, apesar das medidas tomadas contra ela, “a Rússia tem muitos amigos e não pode ser isolada”, advertiu.

*Com informações da EFE

Leia também1 Opositor de Putin quer russos nas ruas contra guerra
2 Sean Penn abandonou carro na estrada e 'fugiu' da Ucrânia a pé
3 Noblat faz enquete sobre invasão para derrubar Bolsonaro
4 Ucrânia cita mais de 2 mil civis mortos em 7 dias de invasão russa
5 Saiba quem é Olena Zelenska, primeira-dama da Ucrânia

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.