Leia também:
X Restos mortais são achados em avião dos EUA que saiu do Afeganistão

Protesto reprimido a tiros pelo Talibã termina com mortos

Ato começou após o Talibã tirar a bandeira do Afeganistão de um monumento em Jalalabad

Paulo Moura - 18/08/2021 10h46 | atualizado em 18/08/2021 11h07

Protesto em Jalalabad terminou com três mortos Foto: Reprodução/TV Globo

O grupo extremista Talibã reprimiu de forma violenta uma manifestação realizada nesta quarta-feira (18) na cidade de Jalalabad, no Afeganistão. Membros do grupo dispararam na direção de uma multidão e bateram em manifestantes. Ao menos três pessoas morreram e outras 12 ficaram feridas, de acordo com a agência Reuters e com a rede Al Jazeera.

O protesto começou após o Talibã tirar a bandeira do Afeganistão de um monumento no centro da cidade e colocar a sua própria bandeira. Uma grande parte dos cidadãos da cidade não gostou da mudança e decidiu protestar contra o grupo extremista.

De acordo com o jornal norte-americano The New York Times, centenas de manifestantes fizeram um protesto na principal rua comercial da cidade. Eles carregavam a bandeira do Afeganistão, assoviavam e gritavam. Os membros do Talibã atiraram para o alto, para que a multidão se dispersasse. Isso não aconteceu. Os talibãs, então, começaram a agredir os manifestantes.

Nesta quarta-feira (18) também houve conflitos do lado de fora do aeroporto de Cabul, onde ainda há muita gente que tenta fugir do Afeganistão. Ao menos 17 pessoas ficaram feridas, de acordo com informações de um agente da Organização do Tratado Atlântico Norte (Otan) no local. Militares dos Estados Unidos controlaram a área interna do aeroporto, e os voos militares foram retomados.

Leia também1 Camargo diz que vai processar Martinho da Vila por racismo
2 MPF denuncia Allan dos Santos por suposta ameaça a Barroso
3 PF faz operação contra desvios de recursos na saúde do Pará
4 Aluno tenta matar professor a tiros, mas arma falha três vezes
5 Queiroga volta a criticar Doria: "O governador fala muita coisa"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.