Leia também:
X Ronaldinho Gaúcho e irmão podem ser soltos ainda hoje

Premiê do Líbano renuncia ao cargo após tragédia no país

Hassan Diab deixa a função em meio a fortes protestos nas ruas

Paulo Moura - 10/08/2020 13h50 | atualizado em 10/08/2020 13h54

Hassan Diab renuncia após tragédia no país Foto: EFE/EPA/Wael Hamzeh

Após um breve pronunciamento na tarde desta segunda-feira (10), o primeiro-ministro do Líbano, Hassan Diab, renunciou ao cargo. O pedido de demissão acontece após a tragédia causada pela explosão no porto de Beirute matar pelo menos 160 pessoas e deixar mais de 6 mil feridos.

A saída de Diab do cargo já havia sido adiantada na manhã desta segunda pelo ministro da Saúde do Líbano, Hamad Hassan, que anunciou que Diab renunciaria ao cargo em um pronunciamento que aconteceria às 19h pelo horário local, 13h no horário de Brasília, o que de fato aconteceu.

A explosão em Beirute foi o estopim para a revolta da população, que foi às ruas para expressar indignação e pedir a saída dos governantes, assim como em outubro do ano passado. Antes da renúncia de Diab, outros três ministros renunciaram aos cargos nesta segunda-feira: Justiça; Finanças e Juventude; e de Informação e Meio Ambiente.

Leia também1 Bolsonaro anuncia ajuda ao Líbano e convida Temer
2 Líbano: Explosão abriu cratera de 43 metros de profundidade
3 Beirute tem mais de 60 desaparecidos após explosão
4 Brasileiros levarão pele de tilápia para tratar feridos no Líbano
5 Ator e esposa doam R$ 542 mil para instituições do Líbano

WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.