Leia também:
X Nigéria: Ataque a 2 igrejas tem mortes e mais de 30 raptados

Premiê de Israel renuncia ao cargo e convoca novas eleições

Naftali Bennett deixará o comando do país após ficar apenas um ano no poder

Pleno.News - 20/06/2022 15h10 | atualizado em 20/06/2022 15h25

Primeiro-ministro de Israel, Naftali Bennett Foto: EFE/EPA/ABIR SULTAN / POOL

O primeiro-ministro de Israel, Naftali Bennett, anunciou nesta segunda-feira (20) que vai renunciar ao cargo, dissolver o Parlamento e convocar novas eleições no país. O parceiro de Bennett na administração, Yair Lapid, assumirá a chefia interina do governo até que uma nova administração seja formada após as eleições antecipadas, esperadas para outubro.

O governo de coalizão completou seu primeiro aniversário em 13 de junho, tendo vivido uma crise após a outra, especialmente a partir de abril, quando perdeu sua maioria parlamentar após a deserção de Idit Silman, deputada pelo partido Yamina, de Bennett. O novo pleito será a quinta eleição no país em apenas três anos.

O partido islâmico árabe Raam também congelou sua participação no governo por três semanas no final de abril, na esteira dos violentos tumultos na Esplanada das Mesquitas de Jerusalém durante o Ramadã, mas depois decidiu voltar a se juntar.

O governo de coalizão foi empossado há um ano como o mais diversificado da história do país, uma união de oito partidos de todo o espectro político – da direita à esquerda -, que se uniram para retirar Benjamin Netanyahu do poder após a permanência dele por 12 anos consecutivos como primeiro-ministro.

*EFE

Leia também1 Ministro volta a cobrar reunião de técnicos militares com TSE
2 Gleisi acusa Bolsonaro e Lira de "serviço sujo" contra Petrobras
3 Quem é o ex-guerrilheiro eleito novo presidente da Colômbia
4 Mourão diz que Dom Phillips "entrou de gaiato nessa história"
5 Joice Hasselmann perde recurso contra mulher que a xingou

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.