Leia também:
X EUA: Aluna trans agride duas colegas em banheiro feminino

Congresso do Peru barra proposta para antecipar eleições

Ideia era realizar as eleições presidenciais no final de 2023

Pleno.News - 16/12/2022 21h08 | atualizado em 19/12/2022 17h16

Presidente do Peru, Dina Boluarte Foto: EFE/ Paolo Aguilar

Nesta sexta-feira (16), o Congresso do Peru rejeitou uma proposta da Comissão de Constituição para antecipar as eleições presidenciais no país. A ideia era que essas eleições fossem realizadas em dezembro de 2023, em vez de serem em 2026.

O projeto foi rejeitado com 49 votos a favor, 33 contra e 25 abstenções. Para ser aprovado, era necessário ter pelo menos 87 votos favoráveis.

O Parlamento ainda deve votar outro projeto que determina o fim dos mandatos presidencial e parlamentar em 30 de abril de 2024.

A proposta de antecipar as eleições gerais foi anunciada pela presidente do Peru, Dina Boluarte, após uma série de protestos pelo país pedindo sua renúncia.

As manifestações se intensificaram após a destituição e prisão de Pedro Castillo.

O ex-presidente do país acabou preso após divulgar uma mensagem na qual anunciou o fechamento temporário do Congresso e a convocação de novas eleições parlamentares. No entanto, o Congresso Nacional do Peru agiu rapidamente e com 101 votos a favor, seis contra e dez abstenções, aprovou a vacância por incapacidade moral de Pedro Castillo.

Leia também1 Comandantes desistem de entregar cargos antes da posse
2 EUA: Aluna trans agride duas colegas em banheiro feminino
3 Fifa nega pedido de Zelensky por recado na final da Copa
4 Senado recebe anteprojeto para nova lei do impeachment
5 Filho de Renan Calheiros pode comandar Ministério do Planejamento de Lula

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.