Leia também:
X Cor dos oceanos mudará no final do século, diz estudo

Para Guaidó, militares querem roubar ajuda humanitária

Presidente interino da Venezuela incluiu a proposta na pauta da Assembleia Nacional

Camille Dornelles - 05/02/2019 10h24 | atualizado em 05/02/2019 10h43

Juan Guaidó irá votar ajuda humanitária para a Venezuela Foto: EFE?Christian Hernández

Nesta terça-feira (5), o presidente interino da Venezuela, Juan Guaidó, afirmou que a Assembleia Nacional do país irá discutir a distribuição de recursos de ajuda humanitária para a sua recuperação.

Nesta segunda, ele havia acusado o alto comando militar venezuelano de tentar “roubar” o recurso. A ajuda humanitária é um fundo de auxílio oferecido por outros países, anunciado no último sábado por Guaidó. Maduro recusa o apoio.

– Recebemos a informação do círculo próximo do alto comando militar que já não estão mais avaliando se deixam ou não entrar, mas como fazer para roubá-la – declarou o presidente interino em entrevista coletiva.

Tuíte de Guaidó sobre ajuda humanitária Foto: Reprodução

RECONHECIMENTO
Nesta terça-feira, outros países também reconheceram Juan Guaidó como o líder provisório da Venezuela. Macedônia, Estônia e Croácia se somam a outras nações europeias que fizeram isso nesta segunda-feira, impulsionadas pela Espanha. Até agora são 34 os governos que declararam apoio a Guaidó.

*Com informações da Agência EFE

Leia também1 Venezuela: Veja os países que declararam apoio a Guaidó
2 Roger Waters é criticado por apoiar Nicolás Maduro
3 Ministro: "Sanções vão gerar mudanças na Venezuela"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.