Leia também:
X Pilotos dormem em voo e “esquecem” de pousar no destino final

Papa revela “preocupação” com prisão de bispo na Nicarágua

Bispo Rolando Álvarez, crítico do presidente nicaraguense Daniel Ortega, foi preso pelo regime do país

Gabriel Mansur - 21/08/2022 21h01 | atualizado em 22/08/2022 12h28

papa francisco
Papa Francisco Foto: EFE/EPA | Andreas Solaro

O papa Francisco manifestou, neste domingo (21), sua “preocupação” com as crescentes tensões entre a ditadura da Nicarágua e a Igreja Católica. Nesta sexta-feira (19), o bispo de Matagalpa, Rolando Álvarez, que faz críticas ao ditador Daniel Ortega, foi preso pelo regime do país.

– Acompanho de perto com preocupação e dor a situação criada na Nicarágua, que envolve pessoas e instituições – disse o pontífice, após a oração do Angelus.

Francisco expressou sua “convicção e esperança de que, por meio de um diálogo aberto e sincero, ainda possam ser encontradas as bases para uma convivência respeitosa e pacífica”.

Rolando Álvarez, crítico do presidente nicaraguense Daniel Ortega, foi detido na madrugada de sexta-feira e transferido para a residência de sua família em Manágua, onde permanece privado de sua liberdade, no mais recente episódio do confronto entre o governo e a Igreja Católica.

A Polícia especificou que tomou a decisão de transferir Álvarez, porque ele persistiu em suas atividades “desestabilizadoras e provocativas”.

O bispo denunciou o fechamento pelas autoridades de cinco emissoras católicas e exigiu que o governo de Daniel Ortega respeite a liberdade religiosa.

Leia também1 Amigo de Lula, Ortega prende padres e fecha rádios católicas
2 Vídeo: Guarda suíço desmaia diante do papa Francisco
3 Morre militar que combateu a Guerrilha do Araguaia
4 Papa se solidariza com Cuba por incêndio em depósito
5 Papa incentiva trabalho de padre pró-LGBT: "Cultura do encontro"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.