Leia também:
X China diz esperar que talibãs liderem “transição pacífica” no Afeganistão

ONU pede que países se unam para ‘suprimir’ talibã

"Todas as ferramentas" à disposição devem ser usadas, disse representante da organização

Pierre Borges - 16/08/2021 16h14 | atualizado em 16/08/2021 17h02

Secretário da Organização das Nações Unidas, António Guterres Foto: EFE/EPA/Justin Lane

Nesta segunda-feira, o secretário-geral da ONU, António Guterres, pediu que todos os países trabalhem juntos para “suprimir a ameaça terrorista mundial no Afeganistão”. A declaração foi dada em uma reunião de emergência do Conselho de Segurança sobre a crise afegã.

– A comunidade internacional deve se unir para garantir que o Afeganistão nunca mais seja usado como plataforma ou refúgio de organizações terroristas – disse Guterres.

A reunião foi convocada às pressas no domingo (15), após a invasão do talibã em Cabul, capital do Afeganistão, e foi realizada na sede da organização, em Nova York, nesta segunda. A invasão no país oriental culminou na fuga do presidente afegão, Ashraf Ghani.

– Faço um apelo ao Conselho de Segurança e à comunidade internacional em seu conjunto para que se mantenham unidos, trabalhem juntos e atuem juntos – reforçou o secretário da ONU.

O talibã tomou as ruas do Afeganistão após a retirada das tropas americanas do território. Desde então, aviões militares dos Estados Unidos e de outros países têm trabalhado na retirada de cidadãos do local.

– Os próximos dias serão cruciais. O mundo está de olho. Não podemos nem devemos abandonar o povo do Afeganistão – acrescentou Guterres.

Ele pediu ainda que os países falem em “uma só voz para defender os direitos humanos no Afeganistão”, porque é “essencial que os direitos das mulheres e meninas afegãs, que tanto custaram, sejam protegidos”.

Ao talibã, o secretário pediu “que respeitem e protejam o direito internacional humanitário e os direitos e liberdades de todas as pessoas” em seu país.

Leia também1 China diz esperar que talibãs liderem "transição pacífica" no Afeganistão
2 Afeganistão: Jornalista da CNN reclama de pessoas sem máscara
3 Em vídeo, garota afegã chora ao falar sobre medo de morrer
4 China e Rússia aproveitam saída dos EUA e dialogam com Talibã
5 PCO comemora tomada de poder do Talibã no Afeganistão

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.