Leia também:
X Surto recorde de gafanhotos devasta o Oeste dos EUA

Ministra francesa ataca Bolsonaro e pede união por proteção da Amazônia

"A saúde da Floresta Amazônica tem impacto sobre a resto do mundo. Por isso, é um ativo global", disse Barbara Pompili,

Pleno.News - 13/07/2021 16h17 | atualizado em 13/07/2021 16h38

Ministra da Transição Ecológica da França, Barbara Pompili Foto: EFE/Fernando Pérez Paris

A ministra da Transição Ecológica da França, Barbara Pompili, fez um pedido para que o mundo reflita sobre como proteger de maneira conjunta a Floresta Amazônica. Ela também fez ataques diretos ao atual governo brasileiro.

– Pelas declarações públicas, vejo que o Brasil não está totalmente convencido da necessidade de participar desse trabalho coletivo – disse a titular da pasta, em entrevista à Agência Efe.

O presidente da França, Emmanuel Macron, e Jair Bolsonaro trocaram farpas em declarações sobre a Amazônia em 2019, em meio a registros de incêndios no território brasileiro.

– Estamos diante da dificuldade de encontrar um equilíbrio entre a soberania de um país e, ao mesmo tempo, o fato de esse país (Brasil) ter os cuidados com um bem global. A saúde da Floresta Amazônica tem impacto sobre a resto do mundo. Por isso, é um ativo global. E Bolsonaro debocha um pouco disso, dizendo “se você quer que protejamos um patrimônio mundial, você tem que reconhecê-lo dessa forma e, de alguma forma, nos ajudar” – disse a ministra da Transição Ecológica da França.

Segundo Pompili, “é preciso pensar o tema de uma forma conjunta, levando em conta que a Floresta Amazônica se trata de um patrimônio mundial e de como podemos protegê-lo todos juntos, em nível multilateral”.

*EFE

Leia também1 França multa o Google em R$ 3 bilhões por violar ordem do país
2 França anuncia vacinação obrigatória para profissionais de saúde
3 Em Cannes, atriz da Globo faz protesto contra a pandemia
4 Surto recorde de gafanhotos devasta o Oeste dos EUA
5 Incêndio florestal nos EUA já devastou quase 36,4 mil hectares

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.