Leia também:
X Tatuagem íntima foi decisiva para prisão de Alves, diz jornal

Maduro se diz alvo de “plano de agressões” e não vai a cúpula

Decisão foi divulgada nesta segunda-feira

Pleno.News - 23/01/2023 16h44 | atualizado em 23/01/2023 20h00

Nicolás Maduro Foto: Rayner Peña/EFE/EFEVISUAL

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, não vai participar da 7ª Cúpula da Celac, que será realizada a partir desta terça-feira (24) em Buenos Aires. A desistência ocorre devido a um “plano de agressão” contra sua delegação, segundo alegou o governo do país, nesta segunda-feira (23).

– Nas últimas horas, fomos informados de forma irrefutável de um plano elaborado dentro da direita neofascista cujo objetivo é realizar uma série de agressões contra nossa delegação chefiada pelo presidente – disse o governo venezuelano, em comunicado.

Por isso, ainda de acordo com a nota, Maduro tomou “a decisão responsável” de enviar o ministro das Relações Exteriores, Yván Gil, “como chefe da delegação com instruções para levar a voz do povo venezuelano” ao evento.

*EFE

Leia também1 Alberto Fernández diz que Argentina tem inveja do BNDES
2 BNDES deve financiar obras de gasoduto na Argentina, diz Lula
3 Fernández diz que teve conversa sobre levar gás ao Brasil
4 Venezuela cancela reunião entre Lula e Nicolás Maduro
5 Oposição quer que EUA prendam Maduro na Argentina; entenda

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Canal
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.