Leia também:
X Charles III é coroado rei do Reino Unido

Nicolás Maduro afirma que “o capitalismo destruiu o planeta”

Presidente da Venezuela diz a venezuelanos que se preparem para "emergência climática"

Pleno.News - 06/05/2023 09h51 | atualizado em 08/05/2023 17h24

Nicolás Maduro Foto: EFE/ Rayner Peña R.

Nesta sexta-feira (5), o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, pediu aos cidadãos do país que se preparem para tempos de “emergência climática”, depois que o Instituto Nacional de Meteorologia e Hidrologia (Inameh) informou sobre as altas temperaturas em grande parte do território venezuelano.

– O capitalismo destruiu o planeta, o capitalismo destruiu o equilíbrio ecológico (…) agora vêm as chuvas fortes, as secas, o calor, o frio enorme, tudo extremo, a temperatura extrema, estamos em tempos de emergência climática e os venezuelanos têm que se preparar para isso – disse Maduro.

A declaração foi dada em um evento político transmitido pela televisão.

Maduro destacou que, de acordo com especialistas, a temperatura média no país está quatro graus Celsius “acima do normal”.

O Instituto Nacional de Meteorologia e Hidrologia (Inameh) tinha previsto para esta sexta-feira condições climáticas estáveis em grande parte do país, com pouca nebulosidade sem precipitação.

O órgão também informou que a temperatura mínima extrema nas primeiras horas da manhã deverá ser de oito graus Celsius nas áreas montanhosas do estado de Mérida (oeste), e as temperaturas máximas, após o meio-dia, próximas a 41 graus nos estados de Zulia (oeste), Falcon (noroeste), Miranda (centro), Anzoategui (nordeste), Bolívar (sul), bem como nas planícies ocidentais e centrais.

– Essas altas temperaturas, somadas a dias consecutivos sem chuvas e à forte radiação solar, aumentam o risco de propagação de incêndios florestais em 75% no país – acrescentou.

O Inameh declarou que esse risco é registrado especialmente em Zulia, sul de Táchira (oeste), norte de Trujillo (oeste), Delta Amacuro (leste), Bolívar, Amazonas (sul), centro-oeste, planícies ocidentais e centrais.

A Venezuela sofreu uma forte temporada de chuvas em 2022, que causou danos de intensidade variável a cerca de 14 mil casas e causou, pelo menos, a morte de 94 pessoas.

*EFE

Leia também1 Biden erra e anuncia entrevista exclusiva como "coletiva"
2 Charles III é coroado rei do Reino Unido
3 Janja aparece com look ousado em Londres, e web faz meme
4 Em Londres, Lula se hospedará em suíte com diária de R$ 37 mil
5 Lula é recebido com protesto em Londres: "Seu lugar é na prisão"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Canal
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.