Leia também:
X Manifestantes tentam invadir sede do governo da Argentina

Macron é acusado de facilitar entrada da Uber na França

Atual presidente francês teria feito lobby para a entrada da plataforma no país europeu enquanto era ministro da Economia

Paulo Moura - 11/07/2022 09h13 | atualizado em 11/07/2022 11h25

Emmanuel Macron, presidente da França
Emmanuel Macron, presidente da França Foto: EFE/EPA/Michel Euler

O presidente da França, Emmanuel Macron, está sendo acusado de ter facilitado a entrada da empresa norte-americana Uber no país europeu durante o período em que foi o ministro da Economia francês, entre 2014 e 2016. A investigação está sendo chamada pela imprensa francesa de Uber Files (Arquivos Uber, em português).

De acordo com reportagens publicadas nesta segunda-feira (11) pelo jornal Le Monde e pelo grupo de emissoras públicas Radio Finance, Macron teria atuado como um profissional de relações públicas da Uber com o objetivo de convencer o então primeiro-ministro Bernard Cazeneuve a abrir o mercado de táxis ao serviço de motoristas privados.

Uma planilha publicada pelo Le Monde mostrou que 233 pessoas, incluindo ministros, assessores do governo, parlamentares, jornalistas, associações de consumidores e pessoas influentes foram escolhidas para ajudar no processo de implantação do serviço na França.

Milhares de documentos internos do Uber, datados de 2013 a 2017, revelaram que a empresa conseguiu se beneficiar da benevolência e do apoio de Emmanuel Macron quando ele estava no Ministério da Economia. A emissora de rádio France Info publicou mensagens trocadas entre Macron, um dos fundadores do Uber, Travis Kalanick, e lobistas sobre as negociações.

De acordo com a imprensa francesa, a atuação de Macron a favor do negócio chegou ao ponto de ele ter convencido o primeiro-ministro a “calar” os taxistas que protestavam em todo o país. Procurado pelos jornalistas, o atual presidente francês não respondeu. Opositores de Macron defendem a abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito sobre o caso.

Leia também1 Anestesista é preso por estuprar paciente durante parto no RJ
2 Grande incêndio atinge prédios na região da 25 de Março, em SP
3 Mesmo com vacinação completa, Datena é internado com Covid
4 Bolsonaro: "Dispensamos o apoio de quem pratica violência"
5 Homem é suspeito de matar namorada a facadas

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.