Leia também:
X Vidros, moedas… Homem é internado ao engolir 233 objetos

Le Pen: “Faremos de Macron um presidente minoritário”

Líder conservadora comemorou derrota de aliança política de Emnanuel Macron nas eleições legislativas

Pleno.News - 20/06/2022 11h59 | atualizado em 20/06/2022 12h14

Marine Le Pen Foto: EFE/EPA/GUILLAUME HORCAJUELO

Com os melhores resultados da história da extrema-direita francesa em eleições legislativas, Marine Le Pen assegurou neste domingo (19) que seu primeiro objetivo na Assembleia Nacional será fazer de Emmanuel Macron um “presidente minoritário”.

Em Henin-Beaumont, no norte da França, onde foi reeleita deputada, uma exultante Pen fez uma breve declaração para comemorar os resultados inéditos. Com 80% dos votos apurados, o partido Rassemblement National (Reunião Nacional – RN) já tem 76 deputados e estima-se que chegue a 85, cerca de 15% do total de assentos na Assembleia Nacional (577). Em 2017, o partido tinha apenas oito representantes, e em 2012, míseros dois.

– É de longe o [resultado] mais numeroso da história da nossa família política. Temos um sistema eleitoral justo e perfeito à realidade do país (…). Faremos de Emmanuel Macron um presidente minoritário – declarou Le Pen.

Além do resultado, a aliança de Emmanuel Macron perdeu sua maioria absoluta, segundo as projeções de votos históricos. Le Pen repetiu que sua luta será tanto contra “as classes altas” que apoiam Macron, quanto contra aqueles que “tentam minar a França de maneira antirrepublicana”, referindo-se à coalizão de esquerda Nupes, a nova principal força de oposição liderada por Jean-Luc Mélenchon.

– A nossa única bússola é o interesse da França e do povo francês. Este novo grupo parlamentar fará questão de associar todos os eleitos e movimentos políticos que desejem conosco participar na recuperação do país – afirmou.

A líder da extrema-direita francesa garantiu que seu partido fará uma oposição “firme”, “sem conluio” e de forma “responsável e respeitosa das instituições francesas”.

*Com informações da EFE

Leia também1 Sem maioria absoluta, Macron pode 'apelar' para conservadores
2 Boris Johnson é submetido a cirurgia em hospital de Londres
3 Em meio à saída de presidente, ações da Petrobras têm queda
4 Hamilton Mourão avalia que CPI da Petrobras 'não vai nem andar'
5 Varíola dos macacos: Brasil chega a oito casos confirmados

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.