Leia também:
X Tenista desaparece após acusar ex-governante chinês de estupro

Indicado de Bolsonaro é eleito para Corte de Direitos Humanos

Advogado Rodrigo Mudrovitsch venceu a disputa com 19 de 24 votos

Henrique Gimenes - 12/11/2021 14h49 | atualizado em 12/11/2021 17h03

Presidente Jair Bolsonaro Foto: Isac Nóbrega/PR

Indicado pelo presidente Jair Bolsonaro para a Corte Interamericana de Direitos Humanos (CIDH), o advogado Rodrigo Mudrovitsch venceu a disputa com 19 de 24 votos e irá assumir o posto de juiz da Corte. Ele foi indicado por Bolsonaro em dezembro do ano passado e tornou-se o segundo jurista mais jovem a ingressar na CIDH.

A última vez em que um brasileiro foi eleito para Corte foi em 2013, com o advogado Roberto Caldas. O mandato na CIDH tem duração de seis anos. Já a Corte é composta por sete juízes.

Em suas redes sociais, o presidente Jair Bolsonaro falou sobre a eleição.

– Com 19 votos de 24 possíveis, o brasileiro Rodrigo Mudrovitsch foi eleito juiz da Corte Interamericana de Direitos Humanos. O resultado demonstra, além das qualidades do candidato, o reconhecimento da excelente política externa do governo Bolsonaro na pessoa do Ministro das Relações Exteriores, Carlos França – destacou.

O feito também foi celebrado pelo deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SO) nas redes sociais.

– Presidente Bolsonaro mais uma vez demonstra força internacional ao eleger seu indicado, o advogado Rodrigo Mudrovitsch, para a CIDH (Corte Interamericana de Direitos Humanos). O último brasileiro a tomar posse neste tribunal foi em 2013, e Rodrigo será também o 2º mais jovem juiz com 36 anos – apontou.

Leia também1 Deputados devem deixar o PSL e "seguir" Jair Bolsonaro no PL
2 Deputada apresenta projeto para instituir "Dia do Orgulho Hétero"
3 Defesa de Adélio é bancada por ‘amor ao próximo’, diz advogado
4 Vox Populi, que já recebeu propina, dá vitória a Lula em 22
5 Auxílio: Bolsonaro oficializa lei que remaneja R$ 9,3 bilhões

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.