Leia também:
X Palestino rouba corpo da mãe para enterrá-la como ela queria

Amy Barrett diz que decisão pró-aborto pode ser revertida

Juíza indicada por Trump para Suprema Corte participa de audiência com o Comitê Judiciário do Senado dos EUA

Ana Luiza Menezes - 13/10/2020 21h05 | atualizado em 13/10/2020 21h15

Amy Coney Barrett Foto: EFE/EPA/Anna Moneymaker / POOL

Nesta terça-feira (13), a juíza Amy Coney Barrett, indicada pelo presidente Donald Trump para a vaga aberta na Suprema Corte, disse não considerar o caso Roe v. Wade (que autoriza o aborto em todo o país desde 1973) um “superprecedente” imune a reversão. Porém, ela acrescentou que isso não significa que a decisão deve ser revertida. As informações são do portal G1 e do site O Antagonista.

– Acadêmicos de diferentes lados do espectro político dizem que isso não significa que Roe [a decisão sobre o aborto] deva ser revertida – explicou Amy.

As declarações de Barrett foram dadas em resposta a perguntas da senadora Amy Klobuchar, do Partido Democrata.

– Estou respondendo a muitas perguntas sobre Roe [v. Wade], o que acho que indica que não está nessa categoria – falou ela, em referência aos “superprecedentes”.

Em 1973, a decisão da Suprema Corte dos EUA determinou que os estados americanos não podem proibir a prática do aborto, apesar de cada estado ter autonomia para impor restrições. De acordo com o decreto, os estados não podem implementar nenhuma restrição ao aborto no primeiro trimestre de uma gestação.

O Comitê Judiciário do Senado dos Estados Unidos iniciou, na manhã de segunda-feira (12), a audiência com Amy Coney Barrett. As sessões devem acontecer até a próxima quinta-feira (15) presididas pelo senador Lindsey Graham.

Barrett foi indicada por Trump após a morte de Ruth Bader Ginsburg, que era juíza da Suprema Corte dos EUA.

Leia também1 Testes de Trump para Covid-19 deram negativo, informa médico
2 Senado dos EUA inicia análise de indicada por Trump ao Supremo
3 EUA: Trump diz que venceu "esse horrível vírus da China"
4 Segundo debate entre Joe Biden e Donald Trump é cancelado
5 Donald Trump critica Black Lives Matter e LeBron James

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.