Leia também:
X Pastora resgatada pela FAB: ‘Estão metralhando nossas casas’

Guerra já causou prejuízo de 100 bilhões de dólares, diz Ucrânia

Conselheiro econômico do presidente ucraniano Volodimir Zelensky disse que a situação é "muito deprimente"

Henrique Gimenes - 10/03/2022 17h12 | atualizado em 10/03/2022 17h46

Prédios administrativos danificados após um bombardeio russo no centro de Kharkiv, Ucrânia Foto: EFE/EPA/SERGEY KOZLOV

Nesta quinta-feira (10), o governo da Ucrânia falou sobre os prejuízos financeiros que a economia do país enfrenta após ser invadido pela Rússia. Durante um evento do Instituto Peterson de Economia Internacional dos Estados Unidos, Oleg Ustenko, conselheiro econômico do presidente ucraniano Volodimir Zelensky, estimou o prejuízo em 100 bilhões de dólares e disse que a situação é “muito deprimente”.

A participação ocorreu por meio de teleconferência.

– A situação em termos de crescimento econômico será realmente muito deprimente, mesmo que a guerra pare imediatamente – apontou.

Ustenko explicou ainda que as empresas do país também foram muito afetadas.

– Atualmente, cerca de 50% de nossas empresas não estão operando, e aquelas que ainda estão operando não estão em 100% – destacou.

O ataque da Rússia à Ucrânia ocorreu na madrugada do dia 24 de fevereiro. O anúncio da “operação militar no leste da Ucrânia” foi feito pelo presidente russo, Vladimir Putin, em um discurso transmitido na televisão. De acordo com ele, o objetivo era “proteger as pessoas que são submetidas a abusos, genocídio de Kiev durante oito anos”, e, para isso, ele buscaria “desmilitarizar e desnazificar a Ucrânia e levar à Justiça aqueles que cometeram vários crimes sangrentos contra pessoas pacíficas, incluindo cidadãos russos”.

Leia também1 Pastora resgatada pela FAB: 'Estão metralhando nossas casas'
2 Agustin posta encontro de Luisa Mell com Bolsonaro e Michelle
3 Em Brasília, Bolsonaro recebe repatriados vindos da Ucrânia
4 Arthur do Val é notificado pelo Conselho de Ética
5 MBL destinou dinheiro arrecado em campanha pela Ucrânia a entidade presidida por fundador do PT

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.