Leia também:
X EUA: Funcionários de hospital preferem demissão a se vacinar

Grupo de Soros repassa 500 mil dólares à campanha anti-polícia

Aporte do grupo fundado pelo bilionário quer impedir medida que prevê aumento do departamento de polícia de cidade americana

Paulo Moura - 04/10/2021 14h58 | atualizado em 04/10/2021 15h12

George Soros Foto: Wikimedia

A Open Society Policy Center, grupo de lobby fundado pelo bilionário George Soros, decidiu despejar 500 mil dólares (R$ 2,72 milhões) em uma campanha para derrotar uma proposta no Texas, nos Estados Unidos, que aumentaria o departamento de polícia da cidade de Austin.

A Proposta A, um projeto de votação marcado para o próximo dia 2 de novembro, quer que seja definida a exigência de pelo menos dois policiais de Austin, capital do Texas, para cada mil residentes e que seja proporcionado aos policiais 40 horas adicionais de treinamento policial a cada ano, em tópicos como como proficiência em armas e cenários de atiradores ativos.

Porém, de acordo com registros financeiros analisados ​​pela Fox News, a Open Society Policy Center doou 500 mil dólares na semana passada para a Equity Austin, um grupo que está trabalhando para derrotar a Proposta A.

– Fico enojado de que bilionários de fora da cidade sejam capazes de invadir Austin para lutar contra iniciativas eleitorais lideradas por cidadãos – disse o membro do conselho municipal de Austin, Mackenzie Kelly.

Diante do fato, os cofundadores da Save Austin Now, autores da campanha para aumentar o efetivo policial, usaram a oposição de Soros como uma forma de aumentar a arrecadação de fundos com seus apoiadores e afirmaram que agora vão “lutar duas vezes mais” para aprovar a medida.

– Financiamento maciço de fora do estado para nossos oponentes mostra duas coisas: que os doadores de Austin não financiarão a campanha anti-Proposta A e que as apostas neste esforço para restaurar a segurança pública em Austin não poderiam ser maiores – disseram Matt Mackowiak e Cleo Petricek.

Na esteira dos protestos de George Floyd no último ano, o Conselho de Austin votou para cortar até 150 milhões de dólares (R$ 804 milhões) do orçamento do departamento de polícia e reinvestir esse dinheiro em outros serviços públicos. O departamento foi reembolsado no início deste ano, mas nem todas as unidades cortadas em razão da diminuição das verbas voltaram.

Enquanto isso, Austin viu um aumento acentuado nos homicídios no ano passado e, devido à falta de pessoal da polícia, os residentes estão sendo incentivados a ligar para o 311, em vez de para o 911, para relatar os casos que não sejam emergenciais.

Leia também1 Queda do WhatsApp, Facebook e Instagram vira piada no Twitter
2 Ana Maria aparenta dificuldade respiratória e preocupa fãs
3 Guedes e Campos Neto dizem que offshores foram declaradas
4 Defesa de Silveira apresenta novo pedido de habeas corpus
5 José de Abreu indica que deve ser candidato pelo PT em 2022

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.