Leia também:
X Quais as reivindicações dos manifestantes na França?

Evo Morales poderá ser eleito para 4º mandato consecutivo

Presidente da Bolívia subiu ao poder em 2006 e é o político há mais tempo no cargo

Camille Dornelles - 05/12/2018 10h00

Evo Morales, presidente da Bolívia Foto: EFE/David Guzmán

Nesta terça-feira (5), o Tribunal Supremo Eleitoral da Bolívia autorizou a candidatura do presidente do país, Evo Morales, para as prévias das eleições de 2019. O mandatário está no poder desde 2006 e cumpre seu terceiro mandato consecutivo e já é o presidente há mais tempo no poder.

A decisão do órgão eleitoral foi tomada após uma reunião de emergência no final da noite. A permissão da candidatura de Morales e seu vice García Linera vai contra o limite constitucional de apenas dois mandatos consecutivos.

No entanto, no ano passado, o Tribunal Constitucional da Bolívia autorizou a reeleição indefinida através de um artigo da Convenção Americana de Direitos Humanos assinada pelo país.

O ex-presidente Carlos Mesa criticou a decisão e, pelo Twitter, afirmou ser uma “ação submissa” diante do governo boliviano, classificado como “autoritário”.

– O tribunal deu um golpe mortal em nossa democracia, qualificando como candidato o dono de todos os poderes, Evo Morales – criticou Mesa.

*Com informações da Agência EFE

Leia também1 Evo Morales diz que brasileiros acabarão com oligarquias
2 Bebê nasce com coração para fora do tórax na Bolívia
3 Bolívia quer fiscalizar dízimos e ofertas de igrejas

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.