Leia também:
X China doa US$ 100 mil a Cuba para reforma de hotel destruído

EUA: Trump critica “esforços grotescos” para controlar armas

Declarações foram dadas nesta sexta-feira

Pleno.News - 27/05/2022 21h41

Ex-presindente Donald Trump Foto: Zach Gibson/EFE

Nesta sexta-feira (27), o ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, fez acusações contra os democratas que, segundo ele, politizam o massacre na escola de Uvalde, no Texas.

Trump criticou o que chamou de “esforços grotescos” para controlar a venda de armas no país.

– As políticas de controle de armas impostas pela esquerda não teriam feito nada para evitar o horror que ocorreu. Absolutamente nada – falou o ex-presidente.

Ele deu declarações durante a convenção anual da Associação Nacional do Rifle (NRA, na sigla em inglês), que começou nesta sexta, em Houston, Texas.

No massacre ocorrido em Uvalde, foram assassinadas 19 crianças e duas professoras.

Trump disse acreditar que a solução é colocar detectores de metal nas entradas das escolas e construir portas que possam ser trancadas por dentro para evitar “acesso de intrusos”.

O ex-presidente, que foi aplaudido várias vezes no evento, começou seu discurso lamentando o massacre. Ele descreveu o caso como uma “atrocidade selvagem”, e leu os nomes das 21 vítimas com o som de sinos tocando ao fundo.

– O monstro que cometeu esse crime é pura maldade, pura crueldade, puro ódio – falou.

O republicano fez ainda uma forte declaração em defesa da Segunda Emenda da Constituição, que consagra o direito dos americanos de possuir armas. Para ele, os democratas usam “as lágrimas das famílias” para exigir maior controle dos armamentos.

– Sempre que uma pessoa perturbada ou insana comete um crime tão horrível, há sempre um esforço grotesco de alguns para usar o sofrimento para promover sua agenda política extremista – comentou.

Além disso, Trump criticou que alguns tenham tentado culpar a “maravilhosa NRA” pela tragédia. Ele citou um ditado que afirma que “a única maneira de parar um cara mau com uma arma é um cara bom com uma arma”.

– Quando Joe Biden culpou o lobby das armas, ele estava falando sobre americanos como você, e ele estava sugerindo que os republicanos estão de acordo em permitir que esses tiroteios em escolas aconteçam – criticou Trump.

A declaração foi em referência ao discurso do atual presidente, Joe Biden, na terça-feira, logo após o massacre.

Milhares de pessoas se reuniram nesta sexta-feira em torno do Centro de Convenções de Houston para protestar contra a conferência anual da NRA, que realizou o evento apesar de inúmeros pedidos de cancelamento após o tiroteio na escola.

O governador do Texas, republicano Greg Abbott, que seria um dos participantes da conferência, anunciou nesta sexta-feira que decidiu não comparecer ao evento, embora tenha participado por meio de uma mensagem gravada.

– Estou honrado por estar aqui no grande estado do Texas com os maravilhosos patriotas da NRA. E, ao contrário de alguns, não os decepcionei por não comparecer – alfinetou Trump.

*EFE

Leia também1 Texas: Sobrevivente se sujou de sangue para se fingir de morta
2 Marido de docente assassinada em escola morre de infarto
3 Ator afirma que EUA vivem epidemia de tiroteios em massa
4 EUA: Tiroteio em escola infantil no Texas deixa crianças mortas
5 EUA: Oklahoma aprova lei para proibir aborto desde a concepção

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.