Leia também:
X Coreia do Norte reabre linha de comunicação com Sul

EUA: Senador renuncia após acusação de assédio sexual

Al Franken, de 66 anos, é acusado por oito mulheres em casos ocorridos entre 2003 e 2010

Emerson Rocha - 03/01/2018 08h36 | atualizado em 03/01/2018 14h35

Senador Al Franken representava o estado de Minnesota Foto: Wikimedia

O número de denúncias por causa de assédio sexual nos Estados Unidos é cada dia maior. Um dos casos mais emblemáticos foi do senador democrata, pelo estado de Minnesota, Al Franken. Nesta terça-feira (2), ele apresentou seu pedido de renúncia com efeito imediato.

A razão da medida foi causada após o político ter sido acusado por oito mulheres de assédio, nos últimos meses. A decisão do agora ex-congressista foi tomada no final do ano passado, mas confirmada nesta terça.

O senador de 66 anos foi acusado de beijar e tocar mulheres sem o consentimento delas. Os episódios ocorreram entre 2003 e 2010.

Na carta de renúncia, Franken pediu desculpas e se colocou à disposição do Comitê de Ética do Senado para ser investigado. Ele era um dos senadores mais populares dos EUA e chegou até a ser cogitado como candidato à presidência para as próximas eleições.

*Com informações da Agência EFE

Leia também1 Facebook lança novos recursos para combater assédio
2 Revista homenageia artistas que denunciaram assédio

Siga-nos nas nossas redes!
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.