Leia também:
X Biden acusa China de esconder ‘informação crucial’ sobre Covid

Próximos dias no Afeganistão podem ser os mais perigosos

Porta-voz do governo americano deu declarações nesta sexta-feira

Pleno.News - 27/08/2021 20h28 | atualizado em 27/08/2021 20h57

Jen Psaki, porta-voz da Casa Branca Foto: EFE/Jim Lo Scalzo

A Casa Branca advertiu, nesta sexta-feira (27), que os últimos dias de presença dos militares americanos no Afeganistão, que devem deixar o país até o final da próxima terça-feira (31), podem ser “os mais perigosos até hoje”.

A porta-voz do governo dos Estados Unidos, Jen Psaki, explicou em comunicado que o presidente Joe Biden se reuniu hoje na Sala de Crise com sua equipe de segurança nacional, em uma reunião que também incluiu comandantes e diplomatas destacados para o Afeganistão.

Psaki afirmou que conselheiros e comandantes alertaram Biden que “é provável” haver outro ataque em Cabul, depois do que matou ontem dezenas de pessoas, incluindo 13 militares americanos, mas que estão sendo tomadas medidas de proteção máximas no aeroporto da capital afegã.

Atualmente, os EUA contam com mais de 5 mil militares no Afeganistão para proteger o aeroporto de Cabul, que foi alvo do ataque de ontem, a fim de completar com segurança a retirada dos americanos e colaboradores afegãos que ainda estão no local.

Diante dessa situação, Biden autorizou o alto comando militar a fazer o que for necessário para proteger suas tropas e, além disso, recebeu novas informações sobre os diversos planos de retaliação ao Estado Islâmico (EI), grupo que assumiu a autoria do ataque de ontem.

Estiveram presentes na reunião, entre outros, a vice-presidente Kamala Harris; os secretários de Estado e de Defesa, Antony Blinken e Lloyd Austin, respectivamente; o conselheiro de Segurança Nacional, Jake Sullivan; o chefe do Estado-Maior, general Mark Milley, e os diretores da Inteligência Nacional, Avril Haines, e da CIA, William Burns.

*EFE

Leia também1 Cabul: Homem-bomba executou atentado, afirma Pentágono
2 Pentágono confirma a morte do 13º militar no Afeganistão
3 Joe Biden diz que pode enviar mais militares ao Afeganistão
4 Biden promete revidar ataque: 'Vamos caçá-los e fazê-los pagar'
5 Diretor da CIA e cofundador do Talibã tiveram reunião secreta

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.