Leia também:
X Onda de calor mata mais de 1 mil só em Portugal, diz Saúde

EUA: Congressistas democratas são presas em ato pró-aborto

Ao menos 16 parlamentares foram detidas, nesta terça-feira

Pleno.News - 19/07/2022 21h39 | atualizado em 20/07/2022 12h25

Congressistas democratas são detidas em protesto a favor do direito ao aborto Foto: EFE/EPA/JIM LO SCALZO

Nesta terça-feira (19), ao menos 16 congressistas democratas, entre elas Alexandria Ocasio-Cortez, foram detidas durante um protesto a favor do aborto. O ato foi realizado em frente à Suprema Corte dos Estados Unidos. Além das parlamentares, outras 18 pessoas foram detidas.

Ocasio-Cortez foi detida por agentes da Polícia do Capitólio em Washington por bloquear o trânsito em frente à Suprema Corte.

A congressista foi escoltada para fora da área pelos policiais enquanto colocava as mãos nas costas, motivo pelo qual muitos acreditaram que havia sido algemada. A situação gerou vários comentários no Twitter contra a congressista, que recebeu muitas críticas entre os usuários.

Veículos de comunicação americanos informaram que outras das congressistas democratas presentes no protesto eram Ayanna Pressley, Jackie Speier, Ilhan Omar, Rashida Tlaib e Nydia Velázquez.

Na última sexta-feira (15), a Câmara dos Representantes, controlada pelos democratas, aprovou dois projetos de lei para proteger o acesso ao aborto no país, mas que têm poucas chances de prosperar no Senado. Uma dessas iniciativas apoia o acesso à interrupção voluntária da gravidez ao consagrar esse direito como lei federal, a outra protege as viagens entre estados do país para que seja possível se submeter ao procedimento em lugares que o permitem.

No fim de junho, a Suprema Corte anulou a proteção do direito ao aborto ao derrubar a sentença de 1973 no caso Roe contra Wade. Diversos estados controlados por republicanos restringiram ou proibiram completamente o aborto depois da nova decisão da Suprema Corte.

*EFE

Leia também1 Texas processa o governo Biden por decreto sobre o aborto
2 Universidades públicas da Califórnia darão pílula abortiva
3 EUA: Joe Biden assina decreto para facilitar acesso ao aborto
4 EUA: Google excluirá histórico de visitas a clínicas de aborto
5 Papa Francisco nega rumores de renúncia e condena o aborto

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.