Leia também:
X Biden previa controle do Talibã no Afeganistão só no fim do ano

EUA acusam Talibã de barrar saída de afegãos do Afeganistão

Norte-americanos dizem que o grupo extremista tem mantido postos de controle ao redor do aeroporto internacional de Cabul

Paulo Moura - 19/08/2021 10h04 | atualizado em 19/08/2021 10h16

Talibã tomou o poder em Cabul Foto: EFE/EPA/STRINGER

Os Estados Unidos acusaram o Talibã, nesta quinta-feira (19), de impedir a saída de afegãos que desejam abandonar o Afeganistão. De acordo com os norte-americanos, o grupo extremista tem mantido postos de controle ao redor do aeroporto internacional de Cabul e proibido que moradores locais deixem o país.

Milhares de pessoas tentam fugir do Afeganistão desde que o grupo extremista tomou a capital Cabul e voltou ao poder no domingo (15), após 20 anos, com uma ofensiva militar de apenas 10 dias. Diversas pessoas desesperadas vêm tentando pular o muro do aeroporto internacional Hamid Karzai; algumas com a ajuda de tropas americanas para embarcar nos aviões.

Apesar do esforço do Talibã de tentar mostrar-se diferente desta vez, inclusive concedendo entrevistas a veículos de imprensa internacionais, os afegãos ainda não esqueceram a forma como o grupo extremista governou o país entre 1996 e 2001 e não confiam nas promessas de moderação feitas nos últimos dias.

Na época, o Talibã adotou uma visão extremamente rigorosa da lei islâmica (a sharia), impondo restrições sobretudo às mulheres, que eram impedidas de trabalhar e estudar. As visões islâmicas ultraconservadoras incluíam apedrejamentos, amputações e até execuções públicas.

Leia também1 Biden previa controle do Talibã no Afeganistão só no fim do ano
2 Boris Casoy entra para faculdade de veterinária aos 80 anos
3 AGU pede ao STF a derrubada de inquéritos contra Jair Bolsonaro
4 Turquia autoriza 4ª dose para vacinados com CoronaVac
5 Rodrigo Maia vai assumir cargo de secretário no governo Doria

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.