Leia também:
X Mourão: ‘Bolsonaro irá cumprimentar Biden no momento certo”

Estados Unidos sancionam membros do governo chinês

Secretário de Estado americano, Mike Pompeo, denunciou atividades coercitivas

Pleno.News - 04/12/2020 20h48

Secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo Foto: EFE/ MICHAEL REYNOLDS

Nesta sexta-feira (4), o governo dos Estados Unidos aumentou a pressão sobre a China com o anúncio de sanções de viagem contra a Frente Unida do Departamento do Trabalho do Partido Comunista, a qual acusa de divulgar propaganda, amedrontar e intimidar opositores.

– A Frente Unida intimida frequentemente membros do meio acadêmico, empresas, grupos da sociedade civil e comunidades da diáspora chinesa, incluindo aqueles que denunciam as violações dos direitos humanos que ocorrem em Xinjiang, Tibete e outras partes da China – disse o secretário de Estado americano, Mike Pompeo, em comunicado.

Como resultado, Pompeo disse que são impostas restrições aos membros do Partido Comunista Chinês que participaram das atividades coercitivas da Frente Unida, incluindo a divulgação de dados pessoais dos opositores e de suas famílias na internet.

Publicação de Mike Pompeo Foto: Reprodução

Segundo Pompeo, estas medidas continuarão para “deixar claro aos responsáveis por ações que violam as regras da ordem internacional que eles não são bem-vindos nos EUA”. Ele reiterou o pedido para que Pequim “deixe de utilizar táticas de intimidação para suprimir a liberdade de expressão”.

As relações EUA e China se deterioraram dramaticamente durante o mandato de quatro anos do presidente Donald Trump. Ambos os países vivem um dos momentos mais tensos desde que estabeleceram relações, em 1979. Além da imposição mútua de tarifas comerciais, o consulado dos EUA na cidade de Chengdu foi fechado em resposta ao anterior fechamento do consulado da China em Houston.

*Com informações da Agência EFE

Leia também1 Mourão: 'Bolsonaro irá cumprimentar Biden no momento certo"
2 Após 12 dias internado, Osmar Terra tem alta e deixa o hospital
3 Câmara dos EUA vota e aprova descriminalização da maconha
4 Covid: 'Luz no fim do túnel está ficando mais brilhante', diz OMS
5 Obama, Bush e Clinton afirmam que vão tomar vacina "ao vivo"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.