Leia também:
X Quem é o mentor de Putin que perdeu a filha em atentado

Epidemiologista Anthony Fauci deixará cargo em dezembro

Decisão foi anunciada nesta segunda-feira

Pleno.News - 22/08/2022 14h40 | atualizado em 22/08/2022 17h37

Dr. Anthony Fauci Foto: EFE/EPA/Al Drago/Archivo

Nesta segunda-feira (21), o epidemiologista-chefe da Casa Branca e face visível do governo dos Estados Unidos no combate à pandemia de Covid-19, Anthony Fauci, anunciou que vai deixar esse posto em dezembro. Ele tem a intenção de usar o que aprendeu ao longo de décadas para continuar a contribuir para o avanço da ciência e da saúde pública.

– Embora eu esteja deixando meu cargo atual, não vou me aposentar. Após mais de 50 anos de serviço no governo, pretendo prosseguir na próxima fase de minha carreira enquanto ainda tenho tanta energia e paixão pelo meu campo – disse o médico, de 81 anos, em um comunicado.

Desde o surgimento da Covid-19, Fauci tornou-se a face mais popular da emergência sanitária nos EUA. Ele apareceu em inúmeros programas de rádio e televisão para responder perguntas e tentar combater a desinformação que circula sobre a pandemia.

O especialista renunciará em dezembro como chefe do Instituto Nacional de Alergias e Doenças Infecciosas (Niaid), chefe do Laboratório Imunorregulatório de Niaid e assessor médico principal do atual presidente americano, Joe Biden.

Em 38 anos à frente do Niaid, Fauci aconselhou sete presidentes, a começar por Ronald Reagan (1981-1989), incluindo Donald Trump (2017-2021).

Em seu trabalho, ele abordou questões que vão desde o HIV/Aids até várias epidemias de gripe aviária. Em uma entrevista em 18 de julho ao portal americano Politico, Fauci já havia revelado que planejava renunciar antes do término do mandato de Biden, que ocorrerá em 2024.

*EFE

Leia também1 Quem é o mentor de Putin que perdeu a filha em atentado
2 Rússia afirma que atentado foi cometido por cidadã ucraniana
3 Papa revela "preocupação" com prisão de bispo na Nicarágua
4 Ucrânia nega atentado à filha de mentor de Putin em Moscou
5 Ministro da Argentina deve ir aos EUA para se reunir com FMI

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.