Leia também:
X Covid: Nova Iorque pagará 100 dólares a quem se vacinar

Em crise, governo da Argentina pede que jovens não deixem país

Dificuldades econômicas têm causado êxodo na Argentina

Pleno.News - 28/07/2021 16h55 | atualizado em 28/07/2021 17h17

Presidente da Argentina Alberto Fernández Foto: EFE/José Méndez

Nesta quarta-feira (28), o governo da Argentina pediu que os jovens não abandonem o país e que não “baixem os braços”, apesar da crise econômica que a nação atravessa desde 2018, com alta inflação e uma pobreza que já alcança mais de 40% da população.

– Não se vão. A Argentina está começando a virar a página não só da pandemia, mas também da desilusão e do desespero do último governo [de Mauricio Macri]. Não saiam e não desistam – disse o chefe do Gabinete de Ministros, Santiago Cafiero, a um público majoritariamente jovem durante a apresentação do programa Te Sumo (Te incluo, em tradução livre), que promove a inserção de jovens em pequenas e médias empresas.

Cafiero destacou que as taxas de emprego e de produção estão aumentando após as restrições adotadas para conter a pandemia de Covid-19. Ele citou como exemplo a taxa de investimento, que, de acordo com dados oficiais, aumentou 14% no primeiro trimestre.

– Já começamos a avançar da crise da pandemia, da crise do emprego gerada pelo fechamento para as políticas de cuidado. Isso aconteceu no mundo todo e aqui também. Já estamos avançando. Os níveis de emprego e de produção já estão excedendo os de 2019 – acrescentou.

Segundo Cafiero, o objetivo do governo argentino é gerar “ferramentas para que os jovens tenham oportunidades”.

– Disseram a mim que, na Argentina, se você fizesse um esforço e se capacitasse, conseguiria um emprego, e isso não está acontecendo – comentou.

O programa Te Sumo visa promover o emprego de jovens com idades de 18 a 24 anos em pequenas e médias empresas, que se beneficiarão de uma redução tributária e receberão apoio financeiro do Estado para o pagamento de salários durante os primeiros 12 meses após a contratação dos jovens.

*EFE

Leia também1 Covid: Nova Iorque pagará 100 dólares a quem se vacinar
2 Incendiário de Borba Gato: "Foi só para abrir um debate"
3 STF acusa governo Bolsonaro de difundir fake news
4 Após divergências, Castillo toma posse e quer nova Constituição
5 TikToker morre ao gravar dança sobre guindaste de 50 metros

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.