Leia também:
X França tem forte alta em número de novos casos de Covid

Economia argentina registrou contração de 10% em 2020

Informação foi divulgada, nesta quarta-feira, pelo Instituto Nacional de Estatística e Censos

Pleno.News - 24/02/2021 19h39 | atualizado em 24/02/2021 19h47

Economia argentina registrou contração de 10% em 2020 Foto: Pixabay

A economia da Argentina se contraiu 10% no ano passado, um dos piores desempenhos na história, como consequência dos drásticos efeitos da pandemia de Covid-19 que aprofundaram a recessão sofrida pelo país há três anos.

Os dados do Estimador Mensal da Atividade Econômica, divulgados nesta quarta-feira (24) pelo Instituto Nacional de Estatística e Censos, confirmam que a Argentina registrou o pior ano econômico desde 2002, quando a economia se contraiu 10,9% pelos efeitos da crise no final de 2001.

O país havia iniciado 2020 em condições de grande debilidade, com um tecido produtivo já atingido pela recessão que começou em 2018, consumo em queda, forte instabilidade financeira e inflação elevada.

O governo de Alberto Fernández, que assumiu a presidência em dezembro de 2019, teve de adotar medidas severas de confinamento sanitário que implicaram na paralisação de boa parte das atividades econômicas em função da pandemia da Covid-19.

Em abril de 2020, foram registradas taxas anuais de queda da atividade (-25,4%) nunca vistas na história do país, nem mesmo no pior momento da crise de 2001 e 2002.

*Com informações da Agência EFE

Leia também1 Presidente da Argentina pede saída do ministro da Saúde
2 Carlos Menem, ex-presidente da Argentina, morre aos 90 anos
3 Covid: Centros de isolamento na Argentina repercutem caos
4 Crise: Argentinos fazem fila para receber sobras de padaria
5 Aborto na Argentina: Médicos se negam a fazer o procedimento

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.