Leia também:
X Nova Iorque está recrutando matador de ratos por R$ 880 mil

Cristina Kirchner é condenada a 6 anos de prisão por fraude

Decisão ocorreu nesta terça-feira

Pleno.News - 06/12/2022 18h17 | atualizado em 07/12/2022 11h17

Cristina Kirchner Foto: EFE/ Juan Ignacio Roncoroni/Archivo

Nesta terça-feira (6), um tribunal argentino condenou a vice-presidente da Argentina, Cristina Fernández de Kirchner, a seis anos de prisão por fraudar o Estado. A sentença também inclui uma proibição vitalícia de ocupar cargos públicos.

O tribunal composto por três juízes considerou provada a administração fraudulenta, mas rejeitou a acusação do Ministério Público de que a vice-presidente teria chefiado uma associação ilegal e para a qual pediu uma pena total de 12 anos de prisão.

Cristina Kirchner, de 69 anos, foi condenada por conceder irregularmente 51 obras rodoviárias com fundos nacionais a Lázaro Báez, um empresário próximo, o que equivale a fraudar o Estado em cerca de 1 bilhão de dólares (pouco mais de R$ 5 bilhões).

A decisão pode ser apelada e será final quando o Supremo Tribunal de Justiça assim o decidir, um processo que pode levar anos.

Até lá, a vice-presidente poderá concorrer a qualquer cargo de eleição popular (desde uma cadeira no Congresso até a Presidência), conforme estabelecido em lei.

*AE

Leia também1 Nova Iorque está recrutando matador de ratos por R$ 880 mil
2 Jovem é detido na Inglaterra por tentar jogar ovo no rei Charles III
3 Parlamento da Indonésia torna crime sexo fora do casamento
4 Emmanuel Macron afirma que 2023 será um ano difícil
5 Coreia do Norte ordena nomes como 'bomba' e 'arma' em bebês

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.