Leia também:
X Polícia crê em possível ataque ao Capitólio em discurso de Biden

CPAC 2021 nos EUA terá Trump e debates sobre fraude na eleição

Evento também debaterá temas atuais, como o controle do discurso nas redes sociais

Paulo Moura - 26/02/2021 09h02 | atualizado em 26/02/2021 09h16

CPAC é o maior evento conservador dos EUA Foto: Divulgação

Presença constante na maior conferência conservadora do mundo, a CPAC, o ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, deve ser novamente a principal estrela do evento, que esse ano acontecerá no Hyatt Regency, hotel que fica em Orlando, na Flórida. Além do discurso do ex-chefe de Estado, as discussões sobre possíveis fraudes nas eleições americanas também estarão em pauta.

Trump falará apenas no encerramento da edição deste ano, como tradicionalmente o faz, mas o evento começou na quinta-feira (25), com atividades de boas-vindas. Nesta sexta-feira (26), porém, os debates devem começar de fato e vão focar sobretudo assuntos que têm atraído as discussões entre os conservadores, como as liberdades de expressão, reunião e culto.

Pegando o “gancho” da liberdade de expressão, o evento também vai debater o papel das Big Techs, as grandes empresas de tecnologia, no controle dos discursos no mundo das redes sociais. Temas tradicionalmente discutidos na conferência, como a defesa da vida e o comunismo, ainda estarão nas rodas de conversa.

Entretanto, o assunto no qual o CPAC pretende focar suas atenções neste ano é a acusação de fraude nas últimas eleições presidenciais dos Estados Unidos. Em uma entrevista recente para a CNN, Matt Schlapp, presidente da American Conservative Union – entidade que organiza o evento – ressaltou que diversos painéis ao longo da conferência discutiriam as evidências de fraude.

– Vamos gastar muito tempo olhando o que aconteceu nesses estados – disse.

Mesas com discussões sobre os motivos que levaram os juízes e a mídia a negarem evidências de fraude, a admissão feita pela esquerda americana e o detalhamento das ocorrências suspeitas em estados como a Pensilvânia, a Geórgia e Nevada são algumas das pautas que estarão presentes no evento.

Além de Trump, entre os nomes que vão participar do CPAC deste ano estão: os senadores republicanos Ted Cruz e Marco Rubio, os ex-secretários do governo Trump, Mike Pompeo e Ben Carson, e os governadores da Dakota do Sul, Kristi Noem, e da Flórida, Ron DeSantis. O filho do ex-presidente Trump, Donald Trump Jr, também marcará presença na conferência. Para acompanhar os detalhes sobre o evento e assistir às programações, é só acessar o site da CPAC.

Leia também1 Alexandre Lopes é exonerado do Inep, órgão que aplica o Enem
2 Quem é Flávio Rocha, o favorito para substituir Wajngarten
3 Bolsonaro chama de exagero reação do mercado diante da troca na Petrobras
4 Governo irá comprar 20 milhões de doses da Covaxin
5 Receita apreende 1,7 tonelada de cocaína em carga de tapioca

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.