Leia também:
X Vaticano: Papa Francisco passa bem após cirurgia no intestino

Covid: Maduro pede ao Covax que envie vacinas ou devolva o dinheiro

"Tem a mão de alguém ali para que as vacinas não cheguem à Venezuela", disse o líder venezuelano

Pleno.News - 04/07/2021 21h44

Nicolás Maduro Foto: EFE/Miguel Gutiérrez/Archivo

Neste domingo (4), Nicolás Maduro pediu ao mecanismo Covax, coordenado pela Organização Mundial de Saúde (OMS), que envie as vacinas contra a Covid-19 ao país ou devolva o dinheiro. Ele deu declarações após constatar que o órgão “falhou” por ainda não ter fornecido nenhuma dose.

– Ou eles nos enviam as vacinas ou nos devolvem o dinheiro, mas chega de zombaria contra o povo da Venezuela. Tem a mão de alguém ali para que as vacinas não cheguem à Venezuela – disse Maduro.

O discurso de Maduro foi veiculado pela emissora estatal VTV.

Ele pediu a sua vice-presidente, Delcy Rodríguez, para entrar em contato esta semana com o Covax e transmitir o “ultimato”, porque, segundo ele, o país fez o pagamento das vacinas “há dois meses”.

– Esse dinheiro está numa conta bancária do sistema Covax e o sistema Covax falhou com a Venezuela, digo isso publicamente: o sistema Covax falhou com o povo da Venezuela (…) e eles não nos dão uma resposta – insistiu.

No dia 10 de junho, a vice venezuelana denunciou que o mecanismo Covax informou ao governo que parte dos recursos depositados pelo país para a aquisição de doses de vacinas contra a Covid-19 foram “bloqueados por um banco internacional e estão sob investigação”.

O comunicado em que o Covax informa o bloqueio desses fundos foi posteriormente divulgado pelo chanceler Jorge Arreaza no Twitter, onde explica que o governo recebeu uma notificação detalhando os depósitos feitos pela Venezuela e também reflete a retenção de mais de 10 milhões de dólares (R$ 50 milhões) pelo banco.

No mesmo dia, Maduro pediu ao presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, que desbloqueie o dinheiro para as vacinas, pois o governo chavista acusa Washington de bloquear recursos.

No entanto, o líder venezuelano insistiu hoje que o Covax “falhou” com o país e disse que se o sistema devolver o dinheiro, irão recorrer a outras entidades para comprar as doses das vacinas.

– Se recuperarmos o dinheiro, saberemos onde comprar, porque já conversamos com instituições globais e multilaterais para fazer isso – disse.

A entrada da Venezuela no mecanismo Covax tem sido polêmica desde seu início, em princípio porque o governo denunciou que não poderia pagar por conta de recursos retidos devido a sanções econômicas dos Estados Unidos. Em abril, indicou que conseguiu recursos para custear o mecanismo para o qual espera 11.374.400 doses de vacinas.

*EFE

Leia também1 Maduro acusa diretor da CIA de conspirar contra a Venezuela
2 EUA consideram Cuba, Venezuela e China ineficazes contra o tráfico humano
3 Dados desatualizados impedem Venezuela de receber vacinas
4 Maduro conversa com presidente eleito do Irã, Ebrahim Raisi
5 Oposição venezuelana pede ao G7 doações de vacinas

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.