Leia também:
X Homem de peruca ataca quadro da Mona Lisa em museu de Paris

Colômbia: Eleição terá 2º turno entre conservador e esquerdista

Segundo turno será realizado em junho

Pleno.News - 29/05/2022 21h46 | atualizado em 30/05/2022 09h58

Eleições na Colômbia ocorreram neste domingo Foto: Pixabay

Após o fechamento das urnas, neste domingo (29), e com mais de 50% da apuração preliminar realizada pelas autoridades eleitorais colombianas, Gustavo Petro lidera com 40,8%. Ele é seguido por Rodolfo Hernández com 28,1% e Federico Gutiérrez com 23,7%.

A autoridade eleitoral divulga resultados preliminares com atualizações constantes no domingo, porém, os resultados da contagem de votos – na qual verificam o voto e lhes conferem validade jurídica – serão declaradas dias depois.

Com um discurso contra as elites e a favor dos mais vulneráveis, o esquerdista Petro lidera as pesquisas. Ele se tornaria o primeiro presidente de esquerda da Colômbia se obtivesse 50% mais um dos votos necessários para vencer no primeiro turno. Se ninguém conseguir mais da metade dos votos, um segundo turno será realizado em junho entre os dois mais votados.

Atrás de Petro, nas pesquisas, está Hernández, um magnata populista do setor imobiliário que prometeu recompensas financeiras por anúncios sobre funcionários corruptos, e Gutiérrez, um conservador que tentou se distanciar do impopular presidente Iván Duque.

É a segunda eleição presidencial desde que o governo assinou um acordo de paz com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) em 2016, mas o tema não foi central na campanha, que se concentrou em questões como pobreza e corrupção.

Petro prometeu ajustes significativos na economia, como reforma tributária, bem como mudanças na luta da Colômbia contra cartéis de drogas e outros grupos armados. Seu maior rival durante grande parte da campanha foi Gutiérrez, ex-prefeito de Medellín, que conta com o apoio da maioria dos partidos tradicionais colombianos e baseou sua campanha em uma política de apoio ao setor empresarial para impulsionar a economia.

Já Hernández, ex-prefeito de Bucaramanga, subiu inesperadamente nas pesquisas na reta final da campanha depois de prometer limpar o país da corrupção e doar seu salário, entre outras medidas.

*AE

Leia também1 Tríplex em SP relacionado a Lula é sorteado. Veja o ganhador!
2 Santos Cruz sobre infarto: "Não morri porque estava no hospital"
3 PRF diz ver com "indignação" morte de homem em viatura
4 Emocionada, Karina Bacchi é batizada nas águas
5 Homem de peruca ataca quadro da Mona Lisa em museu de Paris

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.