Leia também:
X Eduardo comenta ataque a igreja na França e aponta cristofobia

Brasileira é uma das vítimas de ataque a basílica na França

Em nota, o governo brasileiro condenou o atentado e disse repudiar "toda e qualquer forma de terrorismo"

Henrique Gimenes - 29/10/2020 20h40 | atualizado em 29/10/2020 21h13

Brasil condena ataque em Nice, na França Foto: EFE/EPA/ERIC GAILLARD

Nesta quinta-feira (29), o Ministério das Relações Exteriores informou que uma das três vítimas do ataque à basílica de Notre-Dame em Nice, na França, é uma brasileira. Em nota, o Itamaraty condenou “veementemente o atroz atentado”.

O ataque ocorreu na manhã desta quinta, quando um homem invadiu um local com uma faca.

O Itamaraty informou que “o presidente Jair Bolsonaro, em nome de toda a nação brasileira, apresenta suas profundas condolências aos familiares e amigos da cidadã assassinada em Nice, bem como aos das demais vítimas, e estende sua solidariedade ao povo e Governo franceses”

O governo brasileiro também disse repudiar “toda e qualquer forma de terrorismo, independentemente de sua motivação, e reafirma seu compromisso de trabalhar no combate e erradicação desse flagelo, assim como em favor da liberdade de expressão e da liberdade religiosa em todo o mundo”.

Leia a nota:

Ataque terrorista na França – Vítima brasileira

O Governo brasileiro deplora e condena veementemente o atroz atentado ocorrido hoje dentro da Basílica Notre-Dame de Nice, na França, onde um terrorista assassinou três pessoas.

O Governo brasileiro informa, com grande pesar, que uma das vítimas fatais era uma brasileira de 40 anos, mãe de três filhos, residente na França. O Presidente Jair Bolsonaro, em nome de toda a nação brasileira, apresenta suas profundas condolências aos familiares e amigos da cidadã assassinada em Nice, bem como aos das demais vítimas, e estende sua solidariedade ao povo e Governo franceses.

O Brasil expressa seu firme repúdio a toda e qualquer forma de terrorismo, independentemente de sua motivação, e reafirma seu compromisso de trabalhar no combate e erradicação desse flagelo, assim como em favor da liberdade de expressão e da liberdade religiosa em todo o mundo.

Neste momento, o Governo brasileiro manifesta em especial sua solidariedade aos cristãos e pessoas de outras confissões que sofrem perseguição e violência em razão de sua crença.

O Itamaraty, por meio do Consulado-Geral em Paris, presta assistência consular à família da cidadã brasileira vítima do ataque terrorista.

Leia também1 Eduardo comenta ataque a igreja na França e aponta cristofobia
2 Bolsonaro sobre 'lockdown' na França: "Não consigo entender"
3 Ataque com faca em basílica na França deixa três mortos
4 Suécia proíbe empresas chinesas Huawei e ZTE em sua rede 5G
5 Macron anuncia novo lockdown para frear Covid-19 na França

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.