Leia também:
X Rússia pode invadir a Ucrânia na próxima quarta-feira, diz jornal

Bolsonaro diz que vai à Rússia por “convite, comércio e paz”

Presidente afirmou que a viagem é uma manifestação de respeito pelo fato de ter sido convidado no ano passado

Paulo Moura - 12/02/2022 10h14 | atualizado em 12/02/2022 11h03

Bolsonaro esteve com Vladmir Putin em 2019 Foto: Marcos Corrêa/PR

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nessa sexta-feira (11) que a viagem que fará à Rússia na próxima semana terá uma pauta diversificada e que o Brasil não tem problemas de conflitos com o país dirigido por Vladimir Putin. Em conversa com a CNN Brasil, o chefe do Executivo afirmou que a agenda também é uma manifestação de respeito.

– A nossa ida à Rússia também é por respeito, uma vez que fui convidado por Vladimir Putin ainda no ano passado. Nossa política externa sempre foi pela paz e respeito à soberania de outros países. O Brasil não tem problemas na América do Sul e sempre optou pelas vias pacíficas na solução de conflitos externos – declarou.

De acordo com o líder, a viagem é motivada por três pontos: “convite, comércio e paz”. Bolsonaro também detalhou que a agenda será “eclética” e que os interesses que serão tratados com os russos vão abranger as áreas de energia, comércio e agronegócio, e defesa.

– Teremos uma agenda bem eclética. Vamos tratar de interesses dos dois países: na área de energia, comércio, agronegócio (fertilizantes) e defesa. Estará comigo, entre outros ministros, o ministro [da Defesa] Braga Netto – destacou.

O presidente Jair Bolsonaro viajará na próxima segunda-feira (14), no início da noite. Já a visita ao presidente Vladimir Putin esta marcada para a manhã do dia 16. O encontro contará apenas com a presença dos dois chefes de estado e dos tradutores. Em seguida, os dois líderes farão um pronunciamento de até 15 minutos cada um.

Também na quarta-feira está marcado um almoço que será oferecido ao presidente brasileiro na sede do governo russo, o Kremlin de Moscou. Após o evento, Jair Bolsonaro terá uma reunião com o presidente da Câmara baixa do parlamento. Em seguida, participará de um evento com empresários locais.

Leia também1 Rússia pode invadir a Ucrânia na próxima quarta-feira, diz jornal
2 Nasce Leon, filho de Andressa Urach e Thiago Lopes: 'Saudável'
3 Datena se irrita, e mentor de golpe em Neymar deixa entrevista
4 MP pede que TCU investigue viagem de Mario Frias a NY
5 Ucrânia exige explicações da Rússia sobre atividades militares

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.