Leia também:
X Índia: Incêndio atinge prédio da fabricante da vacina de Oxford

Bilionário George Soros celebra chegada de Joe Biden ao poder

Magnata também compartilhou artigo que chama o ex-presidente Donald Trump de "criminoso"

Paulo Moura - 21/01/2021 15h09 | atualizado em 21/01/2021 15h28

George durante o Fórum Econômico de Bruxelas, em 2017 Foto: Reprodução

Por meio de suas redes sociais, o bilionário húngaro George Soros celebrou a chegada do democrata Joe Biden à presidência dos Estados Unidos. No Twitter, o magnata falou sobre a invasão no Capitólio, ocorrida há duas semanas, e compartilhou um artigo de Mark Malloch-Brown, presidente da Open Society Foundation, que chama o ex-presidente Donald Trump de “criminoso”.

– A América sempre foi um farol de liberdade, democracia, liberdades civis e uma sociedade aberta. Depois da violência da turba no Capitol, a liderança moral da América foi destruída – escreveu.

O artigo vinculado ao tuíte de Soros ainda diz que os “desordeiros” foram incitados por Trump em “esforço para anular o resultado de uma eleição democrática”, embora não faça citação de que o republicano convocou uma manifestação pacífica.

A Open Society Foundation, entidade fundada por Soros, financia iniciativas e projetos legislativos relacionados à promoção da imigração ilegal, o desaparecimento de fronteiras e o “multiculturalismo”. Indiretamente, porém, o grupo é acusado de apoiar o enfraquecimento da soberania e da identidade das nações, ideologia de gênero, luta contra a família e os valores cristãos.

Leia também1 Saiba quais foram as primeiras medidas adotadas por Joe Biden
2 Biden recoloca EUA no Acordo de Paris e cancela saída da OMS
3 Confira a íntegra do discurso de posse do presidente Joe Biden
4 Biden diz que Trump deixou uma carta "muito generosa" para ele
5 Jair Bolsonaro cumprimenta e envia carta para Joe Biden

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.