Leia também:
X EUA “miram” em filhas de Putin contra “atrocidades do Kremlin”

Atiradora vira heroína na Ucrânia: “Nova Dama da Morte”

Ucranianos comparam militar com antiga "matadora de nazistas"

Monique Mello - 06/04/2022 17h58 | atualizado em 07/04/2022 11h35

“Nova Dama da Morte” Foto: Forças Armadas da Ucrânia

Uma atiradora ucraniana com o codinome Charcoal (carvão, em tradução livre) vem ganhando popularidade nos últimos dias. As Forças Armadas da Ucrânia fizeram um elogio público à militar, dando-lhe o título de heroína.

Na publicação, o Exército uraniano conta que a atiradora se juntou às Forças Armadas do país em 2017 para impressionar seu irmão mais novo, que também estava no Exército. Ela lutou contra separatistas apoiados pela Rússia e, depois de fazer uma pausa em janeiro, a atiradora voltou aos fuzileiros navais quando a Rússia invadiu o país em 24 de fevereiro.

A postagem acabou rendendo comparações entre a soldado e a atiradora ucraniana Lyudmila Pavlichenko, conhecida como a “Dama da Morte”. Lyudmila fez parte parte do Exército Vermelho soviético e teria matado mais de 300 soldados nazistas durante a 2ª Guerra. Ela chegou a ganhar o prêmio de Herói da União Soviética, o mais alto prêmio militar da URSS.

Desta forma, a atiradora atual passou a ser chamada pelos ucranianos de “Nova Dama da Morte”.

Na mensagem compartilhada pelo Exército ucraniano, Charcoal prometeu vingar seu país.

– Devemos acabar com todos eles. Essas pessoas não são seres humanos. Mesmo os fascistas não eram tão vis. Devemos derrotá-los – disse a soldado, referindo-se aos militares russos.

Leia também1 EUA "miram" em filhas de Putin contra "atrocidades do Kremlin"
2 Bolsonaro diz que vai mandar vídeo do Lula para Putin
3 Na ONU, Rússia afirma que "veio levar a paz para a Ucrânia"
4 China pede investigação sobre matança de civis em Bucha
5 Primeiro-ministro da Hungria chama Zelensky de adversário

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.