Leia também:
X Trump assina decreto que impede separação de famílias

Após assinar decreto, Donald Trump critica imigração

No Twitter, ele promoveu a construção do muro e reclamou de políticos democratas

Camille Dornelles - 21/06/2018 12h07 | atualizado em 21/06/2018 12h08

Donald Trump critica imigrantes Foto: EFE/Jim Lo Scalzo

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, voltou a atacar nesta quinta-feira (21) os imigrantes ilegais e insistiu em reforçar a fronteira com o México com um muro e mais agentes de segurança. As afirmações vêm depois de ele ordenar o fim da separação das crianças imigrantes de seus pais.

– Deveríamos mudar as nossas leis (de imigração), construir o Muro (na fronteira com o México), contratar Agentes Fronteiriços e do ICE (Serviço de Imigração e Alfândega) – afirmou Trump no Twitter.

O presidente indicou que os Estados Unidos não devem permitir que os imigrantes que chegam à fronteira sul entrem no país com base em pedidos de asilo, o que chamou de “frase dita a eles como suas senhas”.

– A fronteira foi uma grande desordem e um problema durante muitos anos. Democratas querem ver mais imigrações ilegais e mais crimes na fronteira porque eles não se importam com a segurança do povo americano. Tudo porque eles odeiam Trump. Triste! – tuitou.

Tuíte de Donald Trump critica imigração e democratas Foto: Reprodução Twitter

O presidente americano também criticou os líderes das minorias democratas no Senado e na Câmara dos Representantes, Chuck Schumer e Nancy Pelosi, respectivamente, aos quais rotulou de “fracos” em questões de criminalidade e segurança fronteiriça.

Ao invés de serem afastadas de seus pais ao cruzarem a fronteira, como ocorria desde abril, a partir de agora as crianças imigrantes ilegais serão retidas indefinidamente junto com seus familiares em centros de detenção de imigrantes, segundo a ordem.

As polêmicas separações familiares começaram em abril por causa da política de “tolerância zero” promovida pelo procurador-geral dos Estados Unidos, Jeff Sessions para combater a imigração irregular.

Essa política determina que qualquer adulto que cruzar ilegalmente a fronteira estará sujeito a um processo criminal, e o início do mesmo levava à separação das crianças com as quais tinham viajado.

*Com informações da Agência EFE

Leia também1 Trump assina decreto que impede separação de famílias
2 Líderes cristãos devem visitar crianças na fronteira dos EUA
3 Foto que mostra crianças em jaula não é do governo Trump

Siga-nos nas nossas redes!
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.