Leia também:
X Ator de Narcos se torna o novo primeiro-ministro do Peru

Apagão na Venezuela mantém aulas e atividades suspensas

País vive blecaute geral há quatro dias por problemas na principal usina hidrelétrica

Camille Dornelles - 12/03/2019 10h10 | atualizado em 12/03/2019 10h12

Apagão na Venezuela Foto: EFE/Rayner Peña

Nesta segunda-feira (11), o governo de Nicolás Maduro prorrogou a suspensão de atividades profissionais e escolares por outras 24 horas. Desde o dia 7 que o país vive problemas na distribuição de energia elétrica. O apagão do último sábado se estende por mais de quatro dias.

Maduro também pediu para que os venezuelanos apoiem os esforços para restabelecer o serviço. O líder afirma que a falha na usina hidrelétrica El Guri, que abastece cerca de 70% do país, foi um “ataque cibernético”.

Especialistas e opositores apontam a inaptidão e a falta de investimento como as principais causas do blecaute. Os cortes elétricos são frequentes na Venezuela desde 2009, mas se acentuaram nos últimos anos, quando o país entrou em uma crise econômica que Maduro assegura ser resultado de uma “guerra” contra seu governo.

No domingo, pelo menos 15 pessoas morreram devido ao blecaute. Elas eram pacientes que esperavam por um tratamento de hemodiálise.

*Com informações da Agência EFE

Leia também1 EUA retiram todos os seus diplomatas da Venezuela
2 Sem água, venezuelanos usam rio poluído para sobreviver
3 Bolsonaro e Guaidó brigaram no Twitter? É fake news!

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.