Leia também:
X Novo chanceler brasileiro diz ter admiração por Israel e EUA

Acusados por assassinato de saudita vão a julgamento

São 11 os envolvidos na execução do jornalista dentro do consulado

Camille Dornelles - 03/01/2019 10h10 | atualizado em 03/01/2019 13h03

Corpo de Jamal Khashoggi foi dissolvido para não deixar evidências Foto: Reprodução/Twitter

Nesta quinta-feira (3) começou o julgamento dos 11 acusados pela execução do jornalista saudita Jamal Khashoggi, assassinado dentro do consulado de seu país em Istambul, na Turquia. A promotoria saudita pediu pena de morte para cinco dos acusados.

Todos os denunciados apareceram com seus advogados na sessão, que acontece na capital da Arábia Saudita.

O CRIME
Khashoggi foi assassinado no dia 2 de outubro do ano passado no consulado da Arábia Saudita em Istambul, onde tinha ido retirar documentos para poder se casar com sua noiva turca. O governo saudita admitiu o homicídio, que teria acontecido durante “uma operação fora de controle” do Estado.

No entanto, não esclareceu o que ocorreu com o corpo do jornalista. O governo da Turquia acusa representantes do “mais alto nível” do Estado saudita de estarem por trás desse crime, enquanto a imprensa turca, os Estados Unidos e a CIA suspeitam que o próprio príncipe Mohamed bin Salman tenha ordenado o assassinato.

As autoridades turcas afirmam ter provas de que Khashoggi foi asfixiado e depois esquartejado no consulado.

*Com informações da Agência EFE

Leia também1 "Não consigo respirar", disse Khashoggi antes de morrer
2 Polícia suspeita que corpo de Khashoggi pode estar em sítio
3 Em gravação, príncipe saudita mandou silenciar Khashoggi

WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.