Leia também:
X Atirador deixa feridos em cidade dos Estados Unidos

Polícia prende 92 saqueadores após terremoto na Indonésia

País vive tragédia após desastres naturais deixarem mais de 1,4 mil mortos

Camille Dornelles - 04/10/2018 08h08 | atualizado em 04/10/2018 08h41

Pelo menos 92 pessoas foram detidas por saques na ilha de Celebes, na Indonésia, após o terremoto e tsunami. A polícia revelou, nesta quinta-feira (4), que também segue a distribuição de ajuda aos desabrigados por conta do desastre que causou pelo menos 1.407 mortes.

O porta-voz da polícia, Dedi Prasetyo, disse que as prisões foram feitas pelo roubo de carros, motocicletas, cigarros, café e alimentos em cinco áreas da província de Celebes Central.

– Esperamos que haja mais detidos. Hoje temos um equipe para garantir a segurança, vigiando os motoristas nos arredores de Palu – disse o agente à agência de notícias internacional Efe.

A maioria dos roubos ocorreram em Palu, região mais afetada pela catástrofe. Também foram registrados saques nos municípios de Sigi, Tolitoli e Donggala.

O Exército indonésio deslocou vários soldados para ficar na frente das lojas, caixas automáticas, postos de gasolina e aeroportos, enquanto que as autoridades trabalham para coordenar a distribuição de assistência à região. Mais de 70 mil pessoas ficaram desabrigadas.

*Com informações da Agência EFE

Leia também1 Sobe para 1,4 mil o número de mortos na Indonésia
2 Alemanha oferece 1,5 milhão de euros para a Indonésia
3 Indonésia relata que ainda há centenas de soterrados

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.