Leia também:
X EUA dizem que enviarão vacinas ao Brasil nas próximas semanas

Mais de 30 toneladas: Peru faz sua maior incineração de drogas

Entorpecentes foram apreendidos pela Polícia Nacional do país

Pleno.News - 17/06/2021 16h56 | atualizado em 17/06/2021 18h14

Peru destrói mais de 30 toneladas de drogas, em maior incineração da história do país Foto: Ministério do Interior

Mais de 30 toneladas de drogas começaram a ser incineradas no Peru, nesta semana. Essa é a maior quantidade de entorpecentes a ser queimada simultaneamente na história do país, de acordo com o Ministério do Interior.

Entre as drogas incineradas há 13,4 toneladas de pasta base de cocaína, 7,6 toneladas de hidrocloreto de cocaína e 9,06 toneladas de maconha. Também serão queimados 4,2 quilos de látex de ópio e outras drogas em quantidades menores, como derivados de anfetaminas, ecstasy e psilocibina.

Essas drogas foram apreendidas pela Polícia Nacional do Peru (PNP) em operações realizadas em todo o país desde março.

https://twitter.com/MininterPeru/status/1405209233898065922

– Este ato é um marco importante para o Estado na luta contra o tráfico ilícito de drogas, porque em um único processo levaremos a cabo a maior incineração de drogas ilícitas da história do Peru. São 30.155 quilos de drogas – disse o ministro do Interior, José Elice.

O ministro destacou que, apesar da pandemia de Covid-19, o combate às drogas não parou e que houve uma maior produtividade graças às operações policiais e à otimização dos processos e protocolos para a destruição das substâncias.

Com esta incineração, que começou nesta quinta-feira e continuará até 26 de julho, a quantidade total de drogas incineradas pelas autoridades peruanas desde o final de 2020 atingirá 70,4 toneladas, o que excede em muito as 50 toneladas que o governo tinha como meta para 2021.

Em novembro de 2020, 19,4 toneladas de drogas foram destruídas; em março, outras 20,7 toneladas.

Todas as incinerações são feitas no crematório de drogas, localizado na base da Direção de Operações Especiais da Polícia Nacional (Diroes), no distrito de Ate-Vitarte, em Lima, localizado no leste da capital peruana.

O Peru é o segundo maior produtor mundial de cocaína (atrás apenas da Colômbia), com uma estimativa de 411 toneladas métricas exportadas a cada ano, principalmente para Estados Unidos, Europa e Brasil.

*Com informações da Agência EFE

Leia também1 Peru: Castillo termina na frente, mas não é declarado vencedor
2 Peru: Keiko considera "absurdo" pedido para que seja presa
3 Peru: Procurador pede prisão preventiva de Keiko Fujimori
4 Eleições do Peru: Keiko Fujimori pede anulação de 200 mil votos
5 Peru: Fujimori é ultrapassada e denuncia fraude nas eleições

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.