Leia também:
X Marido de Pelosi é operado após golpe de martelo na cabeça

Coreia do Sul: Sobe número de mortos em festa de Halloween

Caso aconteceu neste sábado

Pleno.News - 29/10/2022 16h24 | atualizado em 30/10/2022 16h53

Conforme números atualizados, ao menos 146 pessoas morreram e 100 ficaram feridas, várias delas em estado muito grave, após uma multidão ser esmagada durante a celebração do Halloween no centro de Seul. O caso aconteceu neste sábado (29), segundo informou o departamento de bombeiros da capital sul-coreana.

O incidente ocorreu por volta das 22h22 (hora local; 10h22 em Brasília), nas proximidades do Hotel Hamilton, em frente à estação de metrô de Itaewon.

Mais cedo, durante entrevista coletiva, o departamento de bombeiros do distrito de Yongsan tinha apontado que 120 pessoas haviam morrido no incidente, cerca de 100 ficaram feridas e ao menos 25 delas estavam recebendo manobras de ressuscitação.

O episódio, supostamente, ocorreu em uma viela inclinada perto do hotel. De acordo com testemunhas citadas pela imprensa sul-coreana, uma queda coletiva ocorreu no topo da ladeira, causando um colapso em cadeia.

Imagens publicadas em redes sociais mostram um grande número de pessoas presas no beco enquanto equipes de emergência tentam evacuar algumas e aplicam manobras de ressuscitação em feridos.

Todos os anos o bairro de Itaewon, próximo a uma base militar americana, se torna o local mais movimentado para celebrar o Halloween em Seul. Segundo a imprensa local, milhares de pessoas se reuniram na área neste sábado.

*EFE

Leia também1 Marido de Pelosi é operado após golpe de martelo na cabeça
2 Morre Jerry Lee Lewis, um dos pioneiros do rock, aos 87 anos
3 Trump pede voto para Bolsonaro e chama Lula de lunático
4 EUA: Marido de Nancy Pelosi é atacado em casa após invasão
5 Tensão: Rússia ameaça destruir satélites ocidentais

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.