Leia também:
X Militares e agentes que atuam na pandemia serão vacinados

Paraguai utiliza instalações do Exército para abrir leitos

Inauguração aconteceu nesta quarta-feira

Pleno.News - 31/03/2021 15h27 | atualizado em 31/03/2021 15h39

Paraguai utiliza instalações do Exército para abrir leitos com respiradores Foto: Reprodução/ Presidência do Paraguai

Nesta quarta-feira (31), o Paraguai começou a abrir leitos de unidades respiratórias em instalações militares, em meio ao colapso do sistema de saúde do país, que se tornou o segundo na região com mais mortes diárias por 1 milhão de habitantes.

– O que habilitamos nesta manhã já é uma terceira linha de ação no cenário catastrófico que estamos enfrentando agora – disse Roque Silva, diretor da XI Região de Saúde.

Ele deu declarações durante a inauguração de 25 leitos na sede do Comando de Institutos de Ensino Militar do Exército, localizado na cidade de Roque Alonso, ao Norte de Assunção.

– Estamos em um momento muito complicado. Não importa quem você seja ou quanto dinheiro você tenha. Hoje, você não pode ter um leito em uma enfermaria ou em terapia intensiva – acrescentou Silva.

O evento contou com a presença do presidente do Paraguai, Mario Abdo Benítez.

A expectativa de militares e do Executivo é conseguir elevar para 50 o número de novos leitos que serão utilizados em pacientes que estão em processo de recuperação da Covid-19.

– Esperamos que esta seja uma mensagem para a população. Estamos em uma situação muito difícil, e isso nos dará um pouco de oxigênio. Mas, se a população não nos ajudar, poderemos ver um cenário ainda pior – disse ainda Silva.

Segundo o Ministério da Saúde, a média móvel de mortes diárias por Covid-19 no Paraguai é de 6,17 nos últimos sete dias.

A maior preocupação no país atualmente é quanto à circulação comunitária da variante brasileira do novo coronavírus. Por causa disso, foi decretada quarentena em todo o país até 4 de abril, para evitar o elevado contágio.

Desde o início da pandemia, o Paraguai registrou 212.691 casos de infecção pelo patógeno e 4.161 mortes causadas pela Covid-19.

*Com informações da Agência EFE

Leia também1 Paraguai suspende Covaxin após decisão da Anvisa
2 MS: Policiais prendem traficante foragido desde 2019
3 Paraguai expulsa 6 brasileiros integrantes do PCC
4 Paraguaios vão às ruas contra lockdown; ministro renuncia
5 PF prende um dos líderes do PCC, conhecido como 'Bebezão'

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.