Leia também:
X Venezuela fará racionamento de eletricidade por 30 dias

Papa volta atrás após frase polêmica sobre feminismo

Pontífice havia dito que "todo feminismo é machismo de saia"

Camille Dornelles - 01/04/2019 10h21 | atualizado em 01/04/2019 10h33

Papa Francisco Foto: EFE/Alberto Pizzoli

Neste domingo (31), o papa Francisco deu uma entrevista ao canal de televisão espanhol La Sexta e falou sobre o feminismo. Ele se desculpou por ter dito, em fevereiro, que “todo feminismo era um machismo de saias”.

Ele declarou ter errado ao dizer isso e que a “frase certa” seria “todo feminismo pode correr o risco de se transformar em um machismo de saia”.

– Foi uma frase em um momento de muita intensidade, quando estava ouvindo o testemunho de uma mulher que estava na linha que eu queria e falei do feminismo com um pouco mais de crítica. Me equivoquei – justificou.

Perguntado, o pontífice reconheceu que a mulher não está bem representada na Igreja, mas destacou que não basta só dar funções para promover a sua figura.

– O que não alcançamos ainda é percebermos que a figura da mulher vai além da funcionalidade: a Igreja não pode ser Igreja sem a mulher porque a Igreja é mulher, é feminina, é “a Igreja”, não “o Igreja” – declarou.

Já sobre o aborto ele disse que, embora “entenda” o “desespero” de uma pessoa que ficou grávida em um estupro, considera que “não é lícito eliminar uma vida humana para resolver um problema” nem “contratar alguém” para fazer isso.

*Com informações da Agência EFE

Leia também1 Papa vai ao Marrocos e é prestigiado por muçulmanos
2 Papa reforça leis contra abuso de menores no Vaticano
3 Papa recebe arcebispo acusado de acobertar abusos sexuais

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.