Leia também:
X Ao voltar do Brasil, israelense pede namorada em casamento

Papa condena o aborto e diz que é ingratidão pela vida

O pontífice falou a líderes do movimento pró-vida na Itália

Camille Dornelles - 03/02/2019 11h20 | atualizado em 03/02/2019 11h22

Papa Francisco falou sobre aborto durante reunião com movimento pró-vida Foto: EFE/Angelo Carconi

Neste domingo (3), a Itália comemora o Dia Nacional da Vida. Na véspera, o papa Francisco se manifestou mais uma vez contra o aborto. Ele afirmou que a interrupção da gravidez é uma manifestação da ingratidão pela vida.

– Se a vida é violada em seu surgimento, o que fica já não é a recepção grata desse dom, mas sim um cálculo frio do que temos e do que podemos dispor. A vida, então, é reduzida para o bem do consumo – declarou.

As afirmações foram feitas em uma reunião com membros do Movimento pela Vida na Itália. O pontífice afirmou ainda que a prática “não pode ser um direito humano”.

– Apagar voluntariamente a vida em seu florescimento é, em qualquer caso, uma traição à nossa vocação, assim como o pacto entre as gerações. O pacto nos permite olhar para o futuro com esperança. A sociedade deve ser sempre zelosa e firme guardiã da vida, porque a vida é o futuro – ressaltou.

Leia também1 Mourão: "Aborto deve ser uma decisão da mulher"
2 Pastor de Justin Bieber fala de lei pró-aborto: "Demoníaca"
3 Estado de Nova Iorque reforça lei que autoriza o aborto

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.