Leia também:
X Estados Unidos preparam sanções contra a Bielorrússia

Pacote de infraestrutura: Biden quer avanço nas negociações

Presidente dos EUA quer resolver negociações com republicanos até o dia 7 de junho

Pleno.News - 30/05/2021 20h07 | atualizado em 31/05/2021 09h35

Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden Foto: EFE/EPA/Alex Edelman

O governo do presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, sinalizou neste domingo (30) que as negociações com republicanos pelo pacote de 1,7 trilhão de dólares em investimentos em infraestrutura precisam ter avanço em “direção clara” até o final do atual recesso do Congresso, em 7 de junho.

O ultimato sugere que os democratas estão se preparando para seguir com a aprovação da legislação sem o apoio de republicanos.

O secretário de Transportes, Pete Buttigieg, afirmou hoje que Biden e membros de sua equipe continuarão as negociações nesta semana e que as conversas com os legisladores republicanos foram encorajadoras. Mas ele identificou o retorno do Congresso em 7 de junho como o limite final para as discussões.

– Acho que estamos nos aproximando de um momento de pescar ou cortar a isca – disse Buttigieg, em entrevista à rede CNN.

As negociações se estendem há semanas e são dificultadas por divergências quanto às dimensões do pacote e às fontes de financiamento. Republicanos querem utilizar os recursos que ainda não foram gastos do pacote fiscal de US$ 1,9 trilhão de dólares aprovado em março, além de impor taxas a usuários de veículos elétricos.

Já a Casa Branca defende o aumento de impostos para os mais ricos.

Nesta semana, a legenda oposicionista divulgou uma contraproposta que prevê 928 bilhões de dólares para a construção e reparos de pontes, estradas, ferrovias e outras estruturas.

Neste domingo, a senadora republicana Shelley Moore Capito, que lidera as negociações, expressou esperança de que será possível fechar um acordo bipartidário. Mas a democrata Kirsten Gillibrand afirmou à rede CNN que “esperar mais pelos republicanos fazerem a coisa certa é um passo em falso. Eu iria em frente sem os votos republicanos”, sem os votos do Partido Republicano.

*Estadão

Leia também1 Barroso: "Voto impresso nos EUA não impediu alegação de fraude"
2 Intérprete de 'Tarzan' morre em tragédia de avião nos EUA
3 Biden diz que militares são "a espinha sólida da nação"
4 Facebook suspende punições de posts sobre a origem da Covid-19
5 Tiroteio em casa de festas nos EUA deixa mortos e feridos

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.