Leia também:
X Liz Truss renuncia após 45 dias como premiê do Reino Unido

Otan e Rússia fazem exercícios nucleares em meio a tensões

Manobras ocorrem no contexto de maior conflito na Europa desde a 2ª Guerra Mundial

Pleno.News - 20/10/2022 11h41 | atualizado em 20/10/2022 12h01

Joe Biden e Vladimir Putin Foto: EFE/EPA/MICHAEL REYNOLDS | EFE/EPA/GAVRIIL GRIGOROV/SPUTNIK

A Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) e a Rússia estão seguindo adiante com grandes exercícios nucleares em meio à crescente tensão da guerra na Ucrânia e indicações do presidente russo, Vladimir Putin, de que territórios ucranianos recentemente anexados por Moscou poderão ser protegidos por armas nucleares.

Na segunda-feira (17), a Otan deu início a seu exercício, conhecido como Steadfast Noon. A Rússia, por sua vez, começará em breve seu exercício de prontidão nuclear, o chamado Grom. Autoridades dos EUA disseram que Moscou ainda precisa informar Washington sobre quais mísseis serão testados.

Embora sejam realizados anualmente, os exercícios ocorrem em meio ao maior conflito na Europa desde a Segunda Guerra Mundial.

– É uma situação única. Os exercícios estão acontecendo no auge de uma grande guerra convencional. Nunca vimos isso antes – comentou Hans Kristensen, especialista de forças nucleares da Federação de Cientistas Americanos.

Para evitar o risco de erros de cálculo este ano, autoridades dos EUA e da Otan tomaram a providência incomum de apresentar alguns detalhes sobre a Steadfast Noon antes do início do exercício e também discutiram publicamente o que o exercício de Moscou pode implicar.

O Steadfast Noon envolve apenas aviões, enquanto o exercício da Rússia geralmente inclui forças aéreas, terrestres e navais, que fazem parte do que é conhecido como “tríade nuclear”.

*AE

Leia também1 Liz Truss renuncia após 45 dias como premiê do Reino Unido
2 James Webb: Nasa divulga foto inédita dos Pilares da Criação
3 Putin declara lei marcial nas 4 regiões anexadas da Ucrânia
4 EUA manipula vírus da Covid em laboratório e cria cepa mais letal
5 Greve geral paralisa França e desafia Emmanuel Macron

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.