Leia também:
X Rainha faz surpresa e aparece em abertura de linha de metrô

ONU: Mundo está cada vez mais perto de catástrofe climática

Relatório aponta que últimos sete anos foram os mais quentes registrados no planeta

Thamirys Andrade - 18/05/2022 15h31 | atualizado em 18/05/2022 15h52

Secretário da Organização das Nações Unidas, António Guterres Foto: EFE/EPA/Justin Lane

Ao analisar o novo relatório produzido pela Organização Mundial Meteorológica (OMM), o secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, foi taxativo ao dizer que o nosso planeta está “cada vez mais próximo de uma catástrofe climática”. Segundo o documento, intitulado Estado do Clima, os últimos sete anos foram os mais quentes registrados na história.

De acordo com Guterres, os recordes de 2021 são “alarmantes” e mostram a “triste repetição do fracasso humano em combater os problemas climáticos”.

– Devemos acabar com a poluição por combustíveis fósseis e acelerar a transição para energia renovável antes de incinerar nossa única casa. Transformar os sistemas de energia é um fruto fácil – declarou ele.

O relatório em questão indicou elevação no nível do mar de 4,5 centímetros em 2021, como consequência do derretimento das geleiras em função do aumento de temperatura. No ano passado, os termômetros apontaram que o planeta ficou 1.11ºC mais quente que na era pré-industrial. Conforme especialistas, caso a temperatura chegue a 1.5ºC acima desse período, as consequências serão drásticas e eminentes.

A acidez dos oceanos também é outro fator que preocupa especialistas. De acordo com o relatório, o nível de acidez alcançado foi o maior dos últimos 26 mil anos. O acréscimo se deve ao aumento de dióxido de carbono na atmosfera.

– Nosso clima está mudando diante de nossos olhos. O calor retido pelos gases de efeito estufa induzidos pela humanidade aquecerá o planeta por muitas gerações – estimou o secretário-geral da OMM, Petteri Taalas.

Leia também1 Rainha faz surpresa e aparece em abertura de linha de metrô
2 EUA suspendem algumas sanções contra a Venezuela
3 Venezuela aceitará investimento estrangeiro em estatais
4 Após três décadas, McDonald's anuncia que deixará a Rússia
5 Macron nomeia ministra da órbita socialista como premiê

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.